Notícias

Vale deposita 4,4 bilhões para famílias vítimas do desastre de Brumadinho

A Vale afirmou que tem prestado poio às famílias que sofreram os impactos pela ruptura da barragem de Brumadinho. Durante quase três, cerca de cem mil pessoas obtiveram o benefício, que ultrapassa a 2,3 de reais, acrescenta a mineradora.

3 min de leitura
04 Nov 2021 - 09h42 | Atulizado em 04 Nov 2021 - 09h42

A Vale informou hoje (3) que concluiu o depósito em juízo do montante de R$ 4,4 bilhões previstos para o Programa de Transferência de Renda aos atingidos pelo rompimento da barragem de Brumadinho (MG). Os recursos, corrigidos pelo IPCA até agosto de 2021 e deduzidos os custos operacionais e pagamentos emergenciais realizados entre junho e outubro de 2021, foram depositados em duas vezes, sendo R$ 2 bilhões em 18 de outubro e o restante em 28 do mês passado. Os depósitos forma realizados porque os novos termos assinados entre a empresa e o governo de Minas Gerais entraram em vigor em 1° de novembro. O acordo envolveu R$ 37,69 bilhões para reparação dos danos coletivos. A Vale afirmou que tem prestado poio às famílias que sofreram os impactos pela ruptura da barragem. Durante quase três, cerca de cem mil pessoas obtiveram o benefício, que ultrapassa a 2,3 de reais, acrescenta a mineradora.


Brumadinho após rompimento da barragem. (Foto: Reprodução/ Diário de Pernanbuco)


A cidade de Brumadinho fica na região metropolitana de Belo Horizonte. O rompimento da barragem é mais uma parte da triste história dos desastres ambientais no Brasil. A barragem que pertence a mineradora Vale se rompeu, liberando 11,7 milhões de cúbicos de rejeitos de mineração, sem nenhuma sirene de perigo acionada. Em 25 de janeiro de 2019, gerando uma onda de lema que destruiu casas contabilizando 270 mortes. Segundo e O Instituto Estadual de Florestas os impactos ambientais resultantes da tragédia para a fauna e flora forma de 147,38 hectares de vegetação arrastada pela lama. A grande composição de ferro e sílica, presente na onda gerada pelo rompimento, alterou a composição original da região, formando uma camada dura após a lama secar, prejudicando o desenvolvimento e a fertilidade do solo.

 

Matteo Salvini é criticado por acompanhar Jair Bolsonaro em homenagem (r7.com)

Portaria que proíbe demissão de funcionários por recusa à vacina é defendida por Onyx Lorenzoni (r7.com)

França faz criticas à Austrália após vazamento de conversa entre líderes (r7.com)


Brumadinho se destaca devido a seus grandes mananciais de água, possibilitados pela extensão relativamente grande do município e pelo seu relevo montanhoso. Um quarto da água que abastece a região metropolitana vem dos mananciais de Brumadinho e dos municípios vizinhos, através dos sistemas Rio Manso e Catarina, operados pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA).

 

Foto destaque: Washington Alves/ Reuters

Deixe um comentário