Bem Estar

Os desafios da mulher moderna – Parte 3

Mulheres revolucionam mercado, mas devem investir na saúde para suportar esse cotidiano. Agora vamos dar voz a elas na parte 3 da reportagem.

3 min de leitura
30 Out 2021 - 15h00 | Atualizado em 30 Out 2021 - 15h00

Depois de conversarmos com os profissionais da saúde que falaram sobre vacinas, exames, alimentação, entre outros cuidados diários, agora vamos dar voz a ela: A mulher moderna.Nessa terceira parte da nossa série vamos conhecer a situação do sentido delas para o mundo.


De geração em geração elas fazem a revolução. (Foto: Reprodução/Crello)


Fala mulher!

A advogada e fotógrafa, Clarisse Neves, utiliza oito remédios naturais que previnem alguns males comprovadamente: alimentação saudável, hidratação, busca de ar puro, exposição à luz solar em horas adequadas, pratica de atividades físicas, repouso, temperança (equilíbrio em todas as áreas da vida) e confiança em Deus (fé). “Sigo esses oito hábitos que ajudam a melhorar a qualidade de vida. Eles são fundamentais para ter mais longevidade e trazem não só a saúde física, como mental e espiritual. Colocá-los em prática foi muito difícil. Já destruí muito a minha saúde, mas hoje estou conseguindo reajustar e colocar tudo em prática, com mais equilíbrio”, destaca.

Elas vão à luta! Michelle Teixeira tem 40 anos, é casada, tem dois filhos, é advogada e empresária. É um exemplo do perfil exato da “nova mulher”. Ela confirma a luta diária para conciliar trabalho e saúde. “Vou à academia três vezes por semana. O mais difícil para manter a saúde é seguir com perseverança um programa de alimentação saudável e manter a rotina dos exercícios. Para o bem-estar, alguns dias são mais difíceis em razão do estresse, normal nos dias de hoje. Para complementar tomo vitamina C, D e zinco”, relata.


Mães, profissionais, esposas, entre muitos papeis. O cotidiano feminino é repleto de responsabilidades.(Foto: Reprodução/Crello)


Com a agitação do dia a dia, muitas mulheres acordam mais cedo para manter a forma. “O mais difícil é acordar às 5h30 da manhã para ir à academia. Vou no mínimo três vezes por semana”, conta a corretora imobiliária, Fabrícia Rossi. A proprietária de academia, Cristina Viana, confirma o hábito. “Em uma academia hoje, cada vez mais os serviços são segmentados para as mulheres, tanto na parte estética como na parte funcional. Assim, percebo que cada vez mais as mulheres estão na academia. Elas ‘saíram do fogão’ e estão querendo beleza e qualidade de vida. Quando abro pela manhã, minhas primeiras alunas são cinco mulheres. Para fazer a atividade física, elas se desdobram, já que têm de ser mãe, profissional, dona de casa e tantas outras funções. Assim sobra pouco tempo. Na hora de almoço é a mesma coisa”, diz.

Conciliar as várias atividades realizadas pelas mulheres em apenas 24 horas de um dia não é algo tão simples. Muitas até gostariam que o dia tivesse mais horas. Como não é possível, elas realmente se desdobram para dar conta de tudo. Um exemplo disso é a farmacêutica e estudante de Medicina, Caroline Ribeiro. “Às vezes sou obrigada a faltar à academia por causa dos estudos, mas tento sempre manter a frequência e também procuro me alimentar com coisas mais saudáveis. Evito o uso de medicamentos e sempre passo filtro solar. Sinto que, com isso, fico bem disposta, pois assim o organismo libera vários neurotransmissores que dão a sensação de bem-estar”, conta.

 

https://lorena.r7.com/post/Os-desafios-da-mulher-moderna-Parte-1

https://lorena.r7.com/post/Os-desafios-da-mulher-moderna-Parte-2

https://lorena.r7.com/post/Aleitamento-materno-libere-a-mae-dentro-de-voce


O nutricionista Hamilton Baêta considera que, em relação à perda de peso, a consciência feminina está à frente da masculina: “As mulheres pensam mais na saúde do que os homens. Na minha especialidade, a nutrição esportiva, ainda predomina a desejo da perda de gordura entre as mulheres e nota-se que especifiquei a perda de gordura, não somente a perda de peso e essa é a principal diferença nos tempos de hoje. As mulheres já entendem bem a diferença entre a perda de peso e a perda de gordura, pois muitas delas juntamente com a perda das gordurinhas, também desejam o ganho de massa muscular para melhorar o tônus e o enrijecimento, o que pode acarretar o ganho de peso, bem-vindo, por meio de músculos.”

A mulher tem um papel fundamental na sociedade. Seja como mãe, irmã, esposa, dona de casa, mas também como profissional, estudante, feminina... São muitas atividades exercidas simultaneamente, mas que devem ser realizadas com o maior equilíbrio possível para que a qualidade de vida seja mantida. É possível fazer tudo isso? Sim, desde que também se respeite a saúde e busque os cuidados necessários para ter uma vida saudável em meio a tantos afazeres e responsabilidades.

Leia também as partes 1 e 2 da série.

 

Foto Destaque: Os desafios da mulher moderna - Parte 3

Deixe um comentário