Bem Estar

Dormir entre 22h e 23h diminui riscos de doenças cardíacas, apontam pesquisas

Sincronizar sono para corresponder a relógio biológico interno faz bem a coração, comentam cientistas e acrescentam ainda associação encontrada para reduzir ataques cardíacos e derrames

3 min de leitura
09 Nov 2021 - 14h27 | Atualizado em 09 Nov 2021 - 14h27

Segundo pesquisadores, parece haver um horário ideal para dormir, que seria entre 22h e 23h e está associado a uma melhor saúde do coração, após analise com 88 mil voluntários. De acordo com estudo feito pelo UK biobank (banco de dados biomédico em grande escala, que contém informações genéticas e de saúde detalhadas), acredita-se que a sincronização do sono para corresponder ao nosso relógio biológico interno pode explicar a associação encontrada com um risco reduzido de ataques cardíacos e derrames.O ritmo natural de 24 horas do corpo é importante para o bem-estar e o estado de alerta, também pode afetar fatores como a pressão arterial.

Para concluir descobertas, os pesquisadores coletaram dados sobre os tempos de sono e acordados de voluntários ao longo de sete dias com um dispositivo semelhante a um relógio de pulso e monitorando o que acontecia com os participantes em termos de saúde cardíaca e circulatória durante uma média de seis anos. Pouco mais de 3 mil adultos desenvolveram doenças cardiovasculares. Muitos dos casos ocorreram em pessoas que foram para a cama mais tarde ou mais cedo do que o "ideal" das 22h às 23h. Essa associação permaneceu após o ajuste para duração e irregularidade do sono. Os pesquisadores tentaram controlar outros fatores conhecidos por afetar o risco cardíaco de uma pessoa como idade, peso e níveis de colesterol, mas enfatizam que seu estudo não pode provar causa e efeito

"O horário mais arriscado é depois da meia-noite, potencialmente porque pode reduzir a probabilidade de ver a luz da manhã, o que zera o relógio biológico.", disse o autor do estudo, David Plans, da Universidade de Exeter, na Inglaterra.

 


Foto reprodução:tribunapr.uol.com.br


 

Portanto é importante lembrar que a pesquisa apenas mostra uma associação e não comprova causa e efeito. Mais pesquisas são necessárias sobre o tempo e a duração do sono como fator de risco para doenças cardíacas e circulatórias.

 

https://lorena.r7.com/post/Fiocruz-alerta-mais-de-14-milhoes-de-brasileiros-nao-tomaram-a-segunda-dose-da-vacina-anticovid-19

https://lorena.r7.com/post/Hospital-Sirio-Libanes-completa-100-anos

https://lorena.r7.com/post/Japao-nao-registra-nenhuma-morte-por-Covid-19-apos-15-meses


 

O sono não é o único fator que pode afetar a saúde do coração como também é importante observar seu estilo de vida, como pressão arterial e níveis de colesterol, manter o peso ideal e praticar exercícios regularmente, reduzindo o consumo de sal e álcool, e uma dieta balanceada ajudam e muito manter o coração saudável.Dormir o suficiente é importante para nosso bem-estar geral, bem como para nossa saúde cardíaca e circulatória. O indicado aos adultos é dormir de sete a nove horas por noite.

 

Foto Destaque: Ir para cama entre 22h e 23 faz bem ao coração. Reprodução:terra.com.br

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo