Saúde

Brasil possui 2 casos da variante Ômicron

Um casal testou positivo para a variante ômicron de covid-19 no estado de São Paulo. O casal retornou ao país após viajarem para África do Sul. Os casos foram confirmados pelo Instituto Adolffo Lutz.

3 min de leitura
01 Dez 2021 - 12h28 | Atualizado em 01 Dez 2021 - 12h28

Em São Paulo, um homem e uma mulher testaram positivo para a nova variante de covid-19, originária do continente africano. A descoberta foi confirmada pelo Instituto Adolffo Lutz nesta terça-feira (30). Há a suspeita de um terceiro caso da doença no Brasil, de um homem que desembarcou no país vindo da Etiópia, mas a ocorrência está em investigação pelo instituto.


 

Ilustração da variante ômicron de covid-19. (Foto: Reprodução/IStock)


A Secretaria Estadual de Saúde afirmou que os dois casos confirmados da variante são de uma mulher de 37 anos e de um homem de 41 anos, vindos da África do Sul. Os testes positivos foram coletados por meio do laboratório do hospital Albert Eisten situado no Aeroporto Internacional de Guarulhos. Ambos apresentavam sintomas fracos no momento e, após o teste PCR ter apontado positivo para a doença, os dois foram orientados a realizarem o isolamento social. A secretaria também informou que o casal está sob monitoramento das vigilâncias municipal e estadual de São Paulo.

Anvisa pede para suspender desembarques de passageiros africanos no Brasil

Conheça Gabriel Baumier, famoso dentista especialista na área de estética ortodôntica

Medicamento aprovado pela Anvisa para tratamento do HIV


Em nota, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou que: “Diante dos resultados positivos, o laboratório Albert Eistein adotou a iniciativa de realizar o sequenciamento genético das amostras. O laboratório notificou a Anvisa sobre os resultados positivos dos testes e sobre o início dos procedimentos para sequenciamento genético no dia 29/11 e, na data de hoje, 30/11, informou que, em análises prévias, foi identificada a variante Ômicron do Sars-Cov-2”. A responsabilidade de monitorar casos suspeitos de covid-19 no país é da Anvisa. No entanto, o Governo Federal brasileiro não solicita comprovante de imunização contra a covid-19 para desembarques de estrangeiros no país.

 

Foto Destaque: Ilustração das células de covid-19. Reprodução/IStock

Deixe um comentário