Cinema/TV

Brasil no Festival de Cannes 2021

O Festival de Cannes, na França, um dos mais importantes festivais de cinema do mundo, começou e produções do Brasil estão presentes no evento dentro e fora da competição. Além disso, o cineasta brasileiro Kleber Mendonça Filho compõe o júri do

3 min de leitura
06 Jul 2021 - 17h01 | Atulizado em 06 Jul 2021 - 17h01

A cidade de Cannes, na França, recebe de hoje (6) até dia 17 de julho um dos mais importantes festivais do cinema do mundo. O Festival de Cannes retorna após o hiato de 2020, causado pela pandemia da COVID-19. O Brasil aparece no evento através da programação oficial e também do júri, que conta com a presença do cineasta Kleber Mendonça Filho, diretor de filmes como Bacurau O Som ao Redor.

Em curtas-metragens, duas produções brasileiras aparecem em busca do ouro: Céu de Agosto, de Jasmin Tenucci, e Sideral, de Carlos Segundo. O primeiro curta conta a história de uma grávida que tem que cuidar de si e da avó doente, ao mesmo tempo em que tenta lidar com o impacto dos incêndios na Amazônia no seu dia a dia. Já o segundo traz a história de um casal, composto por uma faxineira e um mecânico, e seus dois filhos, impactados pelo lançamento do primeiro foguete com brasileiros como tripulação.

Karim Aïnouz, vencedor do prêmio "Um Certo Olhar" na edição de 2019 por A Vida Invisível, lança no festival o filme O Marinheiro das Montanhas, que não estará na competição, sendo exibido numa das sessões especiais. Nele, Aïnouz usa fotografias antigas para trazer memórias de sua família.


Fotografia do longa O Marinheiro das Montanhas (Reprodução/Twitter)


Numa amostra na Cinéfondation, para prestigiar produções de novos diretores, será exibido o curta Cantareira, do estudante Rodrigo Ribeyro. Nele se procura explicitar o paradoxo entre metrópole e natureza na Serra da Cantareira, próxima à cidade de São Paulo.


Jennifer Hudson interpreta 'Here I Am' em cinebiografia de Aretha Franklin

Charlize Theron confirma que roteiro de 'The Old Guard 2' já foi finalizado

Novos nomes na série de piratas produzida por Taika Waititi


Na Quinzena dos Realizadores, a produção nacional Medusa, de Anita Rocha da Silveira, foi selecionada. O longa aborda a pressão que a sociedade coloca nas mulheres para sempre buscarem a perfeição através da história de Mariana, jovem obcecada por controlar cada mínimo detalhe de sua vida. Até que, de acordo com a sinopse do Torino Film Lab, a vontade de gritar se torna maior do que ela pode suportar.

A RT Features, produtora brasileiro liderada por Rodrigo Teixeira, traz dois filmes para a programação oficial: Bergman Island, longa de Mia Hansen-Løve, que concorre à Palma de Ouro, e Murina, de Antoneta Kusijanovic, que terá espaco na Quinzena dos Realizadores, assim como Medusa.

Além de produções brasileiras, o evento francês traz filmes de diversos países e terá uma exibição especial de Velozes e Furiosos 9, para a surpresa de muita gente devido ao caráter mais cult de Cannes. 

 

(Foto de destaque: júri do Festival de Cannes 2021. Reprodução/Twitter)

 

Deixe um comentário