Moda

Yebo faz sua estreia na 49ª edição da Casa de Criadores

A Yebo faz sua entrada em um dos maiores eventos de moda do Brasil, a Casa de Criadores, dedicado especialmente à moda autoral brasileira e a revelar novos talentos.

3 min de leitura
13 Dez 2021 - 11h00 | Atulizado em 13 Dez 2021 - 11h00

A 49ª edição da Casa de Criadores aconteceu nos dias 9 e 10 de dezembro deste ano de 2021 em formato híbrido, com 28 marcas e 3 desfiles presenciais. O evento proporciona a experiência de compreender que tendências e debates são elementos que devem ser discutidos e pensados e, e a partir disso estilistas, artistas e profissionais do mercado produzem, provocam e criam coleções, desfiles e imagens que retratam suas existências, suas causas e seus trabalhos. O desfile se divide em três partes, duas performances e um filme fashion mixado com ficção, mirando na inovação fashionista e na militância.


Modelo durante desfile da Yebo. (Foto: Reprodução/FOTOSITE)


Neste ano, uma das estreantes da Casa de Criadores é a marca Yebo, etiqueta streetwear fruto do trabalho em família: a mãe e empresária Eliane Dias, e sua filha com o rapper Mano Brown, Domênica Dias, atriz e estudante de artes cênicas. A Yebo nasceu em agosto de 2020, no auge da pandemia do novo coronavírus. Feita por mulheres negras, a marca tem como missão produzir diálogos entre a moda e outros movimentos socioculturais.

O desfile de estreia da Yebo reuniu uma coleção inteiramente de peças brancas, usadas por modelos negros. O contraste clássico, de acordo com Domênica, foi intencional, para fazer jus ao tema central da edição deste ano – “Pelo direito de brilhar”. "Quero falar sobre brilhar, e brilhar como um direito do ser humano. Reuni 95% de pessoas pretas e jovens, LGBTQIA+, e a gente vai vestir branco e vamos brilhar", diz Domênica que, além de liderar o estilo, participou do styling, roteiro e direção do desfile da Yebo.


Modelos durante desfile de estreia da Yebo (Foto: Reprodução/FOTOSITE)


Em entrevista para a Elle, Domênica Dias relata que enxerga na moda como pluralidade, sendo Virgil Abloh (diretor criativo da Louis Vuitton e CEO da Off-White que faleceu recentemente) um dos nomes mais inspiradores para ela. “Quando me perguntavam qual era meu objetivo para a Yebo, olhava muito para o trabalho que ele fez, de colocar o streetwear e a estética das pessoas que fazem o streetwear num patamar alto, num lugar de luxo, respeito e excelência”, completa a estilista estreante.

https://lorena.r7.com/post/Premio-Multishow-veja-os-destaques-de-beleza-da-premiacao

https://lorena.r7.com/post/Pantone-anuncia-Very-Peri-como-a-cor-de-2022

https://lorena.r7.com/post/Casa-de-Criadores-vai-alem-das-passarelas


Além de Abloh, a marca Ivy Park que conta com a assinatura da cantora Beyoncé também é uma grande referência em seus trabalhos no processo criativo da Yebo. A nova etiqueta por enquanto funciona como e-commerce, misturando o streetwear com o sportwear e a alfaiataria, dando visibilidade para algumas minorias, como pessoas pretas e pertencentes à comunidade LGBTQ+.

Foto destaque: modelo durante desfile da Yebo na 49ª edição da Casa de Criadores. Reprodução/FOTOSITE

Deixe um comentário