Celebridades

Spike Lee comete gafe e anuncia vencedor da Palma de Ouro antes da hora

O diretor de Infiltrado na Klan e Malcom X, Spike Lee cometeu uma gafe e anunciou o vencedor da Palma de ouro antes da hora, durante o Festival de Cinema em Cannes

3 min de leitura
18 Jul 2021 - 15h22 | Atulizado em 18 Jul 2021 - 15h22

Neste sábado (17), durante a cerimônia e encerramento do Festival de Cinema de Cannes, o diretor Spike Lee que comandou a mesa de jurados do festival neste ano, cometeu uma gafe, e acabou revelando antes da hora o filme vencedor da Palma de Ouro, o prêmio mais importante do festival.

Durante a cerimônia, a apresentadora pediu para que Spike Lee dissesse qual era o primeiro prêmio da noite, porém o diretor se confundiu e ele entendeu como o primeiro lugar e assim que pegou o microfone anunciou que o longa Titane, de Julia Ducournau, havia vencido a Palma de Ouro. Ele logo foi interrompido por seus colegas no palco e pela apresentadora, que o comunicaram do erro, mas já era tarde demais. Depois da confusão, a diretora Julia Ducournau conversou e abraçou Spike ao subir no palco para receber seu prêmio.

https://lorena.r7.com/post/Tom-Cruise-estaria-se-afastando-da-Cientologia-devido-a-escandalos-de-seguidores-da-religiao

https://lorena.r7.com/post/Barbara-Paz-fala-sobre-sua-sexualidade

https://lorena.r7.com/post/Revista-afirma-que-Paolla-Oliveira-e-o-cantor-Diogo-Nogueira-estao-namorando


 


(reprodução: Twitter)

Mais tarde em uma coletiva de imprensa, o diretor pediu desculpas pelo ocorrido. "Eu não tenho justificativas, eu errei. Eu sou um grande fã de esportes é como um cara que perde um pênati no fim do jogo. eu errei, simples assim. Eu fiz questão de conversar com o pessoal de cannes e pedir desculpas. Eles disseram para eu não me preocupar." disse.

O diretor de Infiltrado na Klan é o primeiro negro a se convocado para bancada de jurados do festival, e criticou os governos do Ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump e do Presidente Bolsonaro durante o festival, em uma conversa com o diretor brasileiro Kleber Mendonça Filho, diretor de "Bacurau". “Este mundo é governado por gângsters. O Agente Laranja (se referindo a Donald Trump), o cara do Brasil (Bolsonaro) e o presidente russo Putin. Eles são gângsteres e farão o que bem entenderem. Eles não têm moral nem escrúpulos

 

(Foto destaque/ Spike lee Reprodução/ Getty Images)

Deixe um comentário