Sinéad O'Connor: aposentar ou não, eis a questão

Publicado 11 de Jun de 2021 às 10:30

Quem viveu os anos 90 deve ainda lembrar de Sinéad O’Connor, a carequinha que surgiu cantando Nothing Compares 2 U, seu single de maior sucesso. Ao longo dos anos a cantora passou – como todo mortal – por várias mutações, tanto na aparência como nas trocas de nomes e sua conversão ao islamismo, em 2018.

Dona de uma voz poderosa, a artista irlandesa ficou no ostracismo, voltando a ser notícia na última sexta (4) com a revelação de que estaria dando um ponto final a sua carreira se aposentando dos estúdios e dos palcos.

"
Estou ficando mais velha e cansada. Está na hora de pendurar meus pompons de mamilo depois de realmente ter dado tudo de mim. Tem sido uma jornada de quarenta anos. Chegou o momento de colocar meus pés para cima e fazer outros sonhos se tornarem realidade", escreveu em seu Twitter.

Ainda em sua publicação, a artista de 54 anos diz que seu último feito como cantora será o lançamento de seu último álbum intitulado No Veteran Dies Alone. "NVDA em 2022 será meu último lançamento. E não haverá mais turnês ou promoções", disse.


Sinéad O'Connor no auge do sucesso em 1990 (Reprodução/Instagram)


Aos que se entristeceram com a notícia, já podem respirar aliviados pois O’Connor voltou atrás em sua decisão e em suas redes sociais anunciou que não mais deixará os shows e nem o mundo dos discos, além de pedir desculpas aos fãs pelo ‘susto’. "Boas notícias. F*da-se se aposentar. Eu me retrato. Não estou me aposentando. Eu estava temporariamente permitindo que porcos com batom f*dessem minha cabeça", afirmou.

https://lorena.r7.com/colunista/Martina-Froes/post/Genesis-anuncia-novas-datas-da-turne-norte-americana

https://lorena.r7.com/post/Ricky-Martin-lastima-por-nao-ter-oportunidades-para-atuar

https://lorena.r7.com/post/Em-comemoracao-aos-30-anos-de-Joyride-clipe-ganha-remasterizacao-em-4K


Resumidamente, Sinéad relatou que seu impulso em anunciar a aposentadoria deu-se devido ler um artigo "mal-intencionado" da BBC a respeito de seu livro de memórias – Rememberings – onde a chamam de "a mulher louca no sótão do pop". No impulso da raiva, a cantora fez o anúncio sem antes analisar e prever o vexame que seria a retratação.

Após receber diversas mensagens de apoio pedindo que ela voltasse atrás em sua decisão, a cantora reconsiderou e se desculpou com fãs, promotores e estabelecimentos pelo “susto”. "Para ser honesta, me dei um susto também", relata em sua publicação. As informações sobre o fim da aposentadoria são do The Independent.

(Foto destaque: Sinéad O'Connor.Reprodução/Instagram)

Deixe um comentário