Tech

Serviço de táxi sem motorista tem mais de 10 mil usuários em fila de espera

Waymo, primeiro e único serviço de táxi totalmente sem motoristas dos Estados Unidos, faz sucesso em fase de testes e possui 10 mil pessoas na fila de espera para usar o serviço.

3 min de leitura
09 Dez 2021 - 20h53 | Atualizado em 09 Dez 2021 - 20h53

O serviço de transporte de passageiros passou por grandes mudanças nos últimos anos. De aguardar a sorte de encontrar um táxi na rua, a tecnologia possibilitou o cliente de solicitar o serviço através do aplicativo do celular. Para a Waymo – empresa pertencente ao grupo Alphabet, também dona da Google – não é o maior avanço tecnológico que o serviço terá.

Imagina entrar num carro com câmeras e sensores especiais do lado de fora, um monitor no banco da frente com uma visão semelhante a do Google Maps que identifica na rua pedestres e passageiros, e por último, uma automação sem motorista. É o que a Waymo vem oferecendo como o primeiro e único serviço de táxi totalmente sem motoristas dos Estados Unidos.


Waymo One. (Foto: Divulgação/Waymo) 


Direção autônoma do veículo. (Foto: Divulgação/Wayme)


A companhia que iniciou os testes em São Francisco em agosto já transportou centenas de pessoas, e agora mais de 10 mil pessoas aguardam na fila de espera para utilizar o serviço e terem a experiência, segundo a co-presidente da empresa, Tekedra Mawakana, na conferência da Reuters Next.

Os testes, que iniciaram em agosto, tiveram um número limitado de pessoas em São Francisco em seus veículos autônomos, que contam com motoristas de segurança. A empresa tem selecionado deliberadamente diversas pessoas para testarem o serviço, para garantir o feedback principalmente de grupos que sofrem de segurança nos serviços comuns, como mulheres, que são metade das passageiras transportadas em São Francisco.

https://lorena.r7.com/post/Netflix-Amazon-e-Apple-abrem-processo-contra-servico-de-TV-pirata-nos-EUA

https://lorena.r7.com/post/Arcane-se-torna-um-fenomeno-global-da-Netflix

https://lorena.r7.com/post/Alimentar-gado-com-alga-marinha-promete-ser-bom-para-o-planeta



Em São Francisco, estávamos muito focados em garantir que houvesse diversidade de gênero porque segurança e transporte são um grande problema. Não apenas segurança nas estradas, mas também segurança física”, disse a executiva.

Embora tenha conduzido testes em algumas das cidades populosas dos Estados Unidos, como São Francisco, Michigan e Los Angeles, a Waymo não possui previsões para atender demandas do serviço em outras grandes metrópoles norte-americanas e do mundo – que as colocariam em competição direta com plataformas como a Uber.



Foto Destaque: Waymo One. Divulgação/Waymo

Deixe um comentário