Saúde e Bem Estar

Segunda dose da CoronaVac e vacinação de adolescentes são suspensas na Cidade do Rio

Apesar de ter vacinas em estoque, o Ministério da Saúde deixou de enviar as vacinas da CoronaVac nas últimas remessas destinadas à cidade do Rio de Janeiro, causando um atraso na vacinação.

3 min de leitura
02 Set 2021 - 13h05 | Atulizado em 02 Set 2021 - 13h05

A partir de hoje (2), serão paralisadas, na cidade do Rio de Janeiro, as aplicações da primeira dose contra a covid previstas pelo calendário, além de suspender, também, a segunda dose da CoronaVac. O anúncio foi feito pela Secretaria Municipal de Saúde que levou em consideração o fato de que recebeu do Ministério da Saúde apenas os imunizantes destinados à segunda dose, sendo 112.320 doses da Pfizer e 90.250 da AstraZeneca.

“Aqui não perdemos um minuto quando o assunto é salvar vidas. Seguimos aguardando que o Ministério da Saúde acelere, com a urgência que a pandemia exige, a distribuição da 10 milhões de doses da CoronaVac que já foram entregues pelo Instituto Butantan e estão estocadas no ministério”, disse a Prefeitura do Rio.

Ministério da Saúde prevê aumento de internações devido à covid em setembro

Estudo demonstra que 20% das pessoas que superam a covid-19 não desenvolvem imunidade

Expectativa do brasileiro sobre o que fazer após se vacinar foi mudando ao longo da pandemia, revela estudo inédito da Orbit Data Science

Hoje (2), de acordo com o planejamento, seria a vez dos adolescentes de 15 anos na cidade do Rio, utilizando o imunizante da Pfizer, único fabricante autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para esta faixa etária. Como a prefeitura alegou não ter vacinas contra a covid-19 em estoque, as remessas recebidas serão destinadas apenas para as pessoas que irão tomar a segunda dose da AstraZeneca e Pfizer e aqueles com 40 anos ou mais, gestantes, lactantes, puérperas e pessoas com deficiência acima dos 12 anos de idade.


Segunda dose da CoronaVac e vacinação de adolescentes são suspensas na Cidade do Rio (Reprodução/ pexels)


De acordo com o painel de vacinação da cidade, apenas 25% dos adolescentes entre 12 a 17 anos receberam a primeira dose. Nas pessoas que têm entre 18 e 19 anos, ainda falta iniciar a vacinação de 13% do total.

Dentro da situação do estado do Rio, existem cerca de 1,3 milhões de pessoas acima de 18 anos que ainda não receberam a primeira dose, o equivalente a 9,69% da população alvo. Aproximadamente 5,1 milhões de adultos ainda precisam receber a segunda aplicação do imunizante contra a covid-19.

Foto destaque: Segunda dose da CoronaVac e vacinação de adolescentes são suspensas na Cidade do Rio por falta de vacinas. (Reprodução/ Prefeitura de Niterói)

Deixe um comentário