Notícias

População não vacinada receberá maiores restrições na Alemanha

A população alemã não vacinada receberá maiores restrições devido ao grande aumento da disseminação de casos do vírus do Covid-19 nessa nova onda que sobrecarrega os hospitais.

3 min de leitura
18 Nov 2021 - 22h50 | Atulizado em 18 Nov 2021 - 22h50

Após aumento de infectados pelo vírus da Covid-19 na Saxônia em outubro desse ano, a Alemanha decide impor mais restrições a sua população não vacinada para ter mais controle sobre a situação e combater a transmissão da melhor forma possível, evitando mais casos.

A quarta onda da pandemia na Alemanha fez com que os líderes nacionais e regionais se reunissem no dia de hoje, 18 de novembro, pois os hospitais em algumas áreas estão ficando sobrecarregados com um grande número de internados deixando o país assolado e em extremo alerta.


(Foto: Reprodução/John Macdougall/Reuters/R7 INTERNACIONAL)


Segundo documento que Reuters acessou diz que ficará restrito aos vacinados e recuperados a entrada a eventos públicos, restaurantes culturais e esportivos nos locais em que as taxas de hospitalização subirem o patamar.

O crescimento da porcentagem de infecções na cidade da Saxônia no último mês foi muito significativo, decorrente a negação dos céticos quanto à eficácia da vacina.

Conforme Bild, essa foi a declaração feita pelo líder Michael Kretschmer da Saxônia ao Parlamento nacional: "Esta coalizão agora está pronta para impor um quebra-ondas duro e claro".

https://lorena.r7.com/post/Grupos-sociais-protestaram-na-Bolsa-de-Valores-de-Sao-Paulo

https://lorena.r7.com/post/Auxilio-Brasil-comeca-a-ser-pago-nesta-quarta-veja-calendario

https://lorena.r7.com/post/Golpe-do-PIX-hackers-contam-como-enganam-vitimas-saiba-como-se-proteger


Com a mais nova onda de Covid-19 na Europa, a situação fica ainda mais complicada, já que a chanceler Angela Merkel está atuando apenas como interina durante o tempo em que os outros líderes fazem suas negociações sobre a eleição.

A câmara baixa do Parlamento dos três partidos adotou nessa quinta-feira dia 18 de novembro, uma lei autorizando medidas de enfrentamento à pandemia no Bundestag, impondo a população a apresentar prova de vacinação, o uso de máscaras, resultado negativo para ambientes fechados, no trabalho e no transporte público.

Assim, Kretschmer afirma que não acredita que vetar apenas o grupo de não vacinados seja suficiente. Na mesma semana que a Áustria estabeleceu isolamento aos seus habitantes não vacinados o anúncio é feito no país alemão.

Foto destaque: População em meio a pandemia/Reprodução/Wolfgang Rattay/Reuters/CNN BRASIL

Deixe um comentário