Bem Estar

Pesquisadores do Canadá trabalham em exame que facilita diagnóstico de tumor cerebral

Cientistas criam exame que busca facilitar diagnóstico de tumores no cérebro que afeta especialmente crianças. Novo exame utiliza tecnologia comum a grande maioria de laboratórios e poderá auxiliar na estratégia de tratamento de medublastomas de ris

3 min de leitura
02 Nov 2021 - 18h32 | Atualizado em 02 Nov 2021 - 18h32

Cientistas canadenses anunciaram que estão trabalhando em um método que promete ser mais simples e acessível para o diagnóstico de medublastomas em crianças, facilitando o dignóstico e tratamento de tumores cerebrais.

Medublastomas são neoplasias cerebelares de crescimento rápido, malignas e invasivas, ou seja, um tipo de tumor cerebral maligno que se desenvolve no cerebelo (a parte do cérebro que cuida da coordenação e equilíbrio) e se apresentam de forma mais comum em crianças do que em adultos. 

 

O novo teste usado na identificação do tumor foi desenvolvido em pesquisas na Universidade da Colúmbia Britânica (UBC), no Canadá. O teste visa auxiliar nos diagnósticos de neoplasias consideradas mais agressivas e assim facilitar a indicação de tratamentos mais assertivos.

https://lorena.r7.com/post/Estudo-experimental-de-tratamento-contra-a-depressao-e-realizado-nos-EUA-e-Brasil

https://lorena.r7.com/post/Os-desafios-da-mulher-moderna-Parte-3

https://lorena.r7.com/post/Cidades-do-Rio-de-Janeiro-adotam-flexibilizacao-sobre-o-uso-de-mascaras

 


Os pesquisadores publicaram recentemente um artigo na plataforma Clinical Cancer Research, explicando que o exame é capaz de separar os casos de baixo risco, que não tem indicação de tratamento imediato, dos casos de meduloblastoma de risco extremamente alto, que precisam de radioterapia e quimioterapia cerebral imediata.

A intenção é que assim as equipes possam decidir pela melhor estratégia, não expondo os pacientes a radio ou quimioterapia cerebral desnecessariamente. Hoje em dia somente alguns laboratórios do mundo possuem tecnologia suficiente para identificar e diferenciar as formas mais agressivas da doença da dos casos de risco inferior.


Cientistas criam novo exame capaz de facilitar diagnósticos de tumores cerebrais. (Foto: Reprodução/Pixabay)


O novo exame, no entanto, utiliza uma técnica comum chamada imunohistoquímica. O trabalho é feito através da identificação de uma proteína tumoral, chamada TPD52, encontrada no meduloblastoma de tipo mais agressivo.

O principal autor do estudo, Alberto Delaidelli, concedeu uma entrevista ao Eurekalert e disse que essa tecnologia está disponível em praticamente todos os laboratórios clínicos do mundo e que o “novo teste tem o potencial de melhorar o diagnóstico e o tratamento futuro do meduloblastoma em crianças em quase todos os cantos do planeta”.

Foto Destaque: Pesquisadores anunciam novo exame que promete auxiliar diagnóstico de tumor cerebral. Reprodução/Pixabay

Deixe um comentário