Saúde

Os principais sintomas da Ômicron

Cansaço, fadiga, coceira na garganta, febre baixa e tosse seca: esses são os principais sintomas relatados por pacientes monitorados com infecção pela nova variante.

3 min de leitura
01 Dez 2021 - 20h32 | Atualizado em 01 Dez 2021 - 20h32

A nova variante da Covid-19, conhecida como ômicron, tem apresentando sintomas particulares em seus infectados. Ainda é cedo para afirmar, mas a nova cepa aponta sinais diferentes da variante delta,  a qual ocupa a maior quantidade de casos de covid no mundo. nova variante preocupa a Organização Mundial de Saúde (OMS), e toda a comunidade médica pelo motivo das suas  50 mutações e 32 apenas na proteína S, principal alvo das vacinas desenvolvidas até a presente data.

A nova cepa foi confirmada pela primeira vez , na última semana, na África do Sul. De acordo com a OMS, ela foi classificada como uma variante de preocupação (VOC).  Segundo informações divulgadas anteriormente, a nova cepa já foi identificada em pessoas infectadas no Brasil.


Frasco contendo amostras da nova variante  (Foto: Reprodução/Shutterstock)


Fique por dentro de alguns sintomas encontrados em padrões e pessoas infectadas pela nova variante da doença. Segundo a médica Angelique Coetzee, que teve contato com alguns pacientes contaminados pela ômicron, percebe-se uma diferença nos sintomas monitorados  agora , quando comparados em pacientes anteriormente monitorados pela variante delta.

Os relatos principais são de cansaço, que pode  interferir na falta de força para realizar tarefas corriqueiras do dia a dia. Ainda nessa linha, ouviu-se reclamações de apatia, desmotivação e desânimo. Além  da fadiga, pacientes relataram dores pelo corpo, dores musculares e nas juntas, sintomas já encontrados em outras variações de síndrome gripal. Coceira na garganta ou “garganta arranhando” , muitos dizem ser um sintoma incômodo e persistente. Em poucos casos encontramos relatos de febre  baixa,  um sintoma também facilmente encontrado em doenças ocasionadas pela gripe ou resfriado comum. Por fim, a tosse seca  foi relatada em casos mínimos.

 

Prescrições divergentes para a dose de reforço da vacina da Jansen (r7.com)

BioNTech, Johnson & Johnson e Moderna no combate a ômicron (r7.com)

Entenda o avanço da terapia com células-tronco contra a diabetes tipo 1 (r7.com)


É importante destacar  que ainda é muito cedo para  confirmar que são somente esses sintomas, os quais estão afligindo a população mundial.  Conforme o avanço dos estudos preliminares, um monitoramento minucioso  dos casos e os pareceres da comunidade científica,   poderemos   ter novas  confirmações.

Segundo a médica, os pacientes sintomáticos  com ômicron estão mais parecidos com os pacientes anteriormente identificados com a variante beta. Dentre todos os sintomas encontrados, o cansaço foi o principal motivo da procura por atendimento médico , por grande parte das pessoas.

 

Foto Destaque: Representação Ômicron. Reprodução/Kjpargeter/Freepik

Deixe um comentário