Esportes

O futuro do Cruzeiro sob a liderança de Ronaldo Fenômeno

Ronaldo comprou o Cruzeiro com a promessa do clube voltar a ser em campo um gigante do futebol brasileiro; veja como deve funcionar o planejamento do novo dono do cabuloso.

3 min de leitura
21 Dez 2021 - 11h05 | Atualizado em 21 Dez 2021 - 11h05

No último fim de semana tivemos uma amostra do enorme amor de Ronaldo pelo Cruzeiro, e com o investimento de R$ 400 milhões, o Fenômeno se tornou dono de 90% das ações do Cruzeiro, se tornando o sócio majoritário do clube. Esta é a primeira negociação realizada desta maneira no futebol brasileiro, desde que o projeto de lei nº 5516, de 2019, foi aprovado há três meses, permitindo tal negociação. A compra do clube por um dos seus ídolos trouxe esperança de volta para a torcida, porém a tarefa de Ronaldo a frente da gerência do “cabuloso” não será nada fácil. 

https://lorena.r7.com/post/PSG-ou-Real-Madrid-saiba-o-futuro-de-Mbappe

https://lorena.r7.com/post/Leilao-de-bens-de-Maradona-e-um-fracasso-na-Argentina

https://lorena.r7.com/post/Paulinho-revela-ansiedade-para-estrear-e-declara-Eu-vim-para-o-Brasil-decidido-a-jogar-no-Corinthians


A HISTÓRIA DE AMOR 

A relação entre Cruzeiro e Fenômeno se iniciou em 1993, quandp depois de surgir no modesto São Cristovão do Rio de Janeiro, Ronaldo foi contrato pelo clube mineiro. No Cruzeiro, o ainda menino surgiu para o mundo com lindas jogadas, gols, demonstrações de explosão e pura habilidade, e já provava ser a combinação perfeita de tudo que se espera de um jogador de futebol. Ronaldo ainda estava no Cruzeiro quando começou a ser convocado para a seleção brasileira e estava no elenco campeão da Copa do Mundo de 1994. Pelo time mineiro o Fenômeno jogou 58 partidas, marcou 56 gols e foi campeão da Copa do Brasil e do Campeonato Mineiro. Ronaldo volta ao Cruzeiro após 27 anos, agora como dono, visando salvar o clube que ama.


 

Pôster de Ronaldo na época que atuava pelo Cruzeiro. (Foto: Reprodução/Pinterest )


DORES DE CABEÇA 

Com a chegada de Ronaldo, os problemas não somem magicamente. Já são três temporadas ruins, incluindo o rebaixamento e a permanência na segunda divisão, tendo em 2021 passado mais perto de cair para a terceira divisão do que retornar para a primeira. 

O problema fica ainda mais complicado quando se fala das dívidas, atualmente o Cruzeiro acumula uma dívida de cerca de um bilhão de reais. As dívidas com salários de jogadores e outros funcionários chegam a R$ 9 milhões, além dos R$ 14 milhões que devem ir para a FIFA, devido punição por inadimplência em contratações. Ronaldo pretende realizar um aporte para o pagamento das dívidas que impedem o Cruzeiro de registrar novos jogadores desde junho deste ano. Com isso, o clube poderá registrar novas contratações que já oficializou, mas que ainda não estão registradas como atletas do time. O Fenômeno também pretende com o tempo quitar as dívidas globais do clube, citadas acima, que chegam na casa dos R$ 1 bilhão. 

MONTANDO UM ESQUADRÃO 

Conseguindo quitar as dívidas com a FIFA, a nova gestão do Cruzeiro pode contar com mais recursos para a chegada de bons reforços, já que Ronaldo pretende contar com um elenco forte para ver o Cruzeiro de volta à primeira divisão o mais rápido possível. 

O NOVO DONO 

Apenas ser ídolo não é o suficiente para Ronaldo salvar o Cruzeiro, e o Fenômeno sabe disso. Em seus últimos anos na Europa, Ronaldo estudou muito sobre gestão de clubes, tendo também experiência na área nos Estados Unidos. Em 2018, o brasileiro já surpreendeu o mundo ao comprar o Real Valladolid, clube da Espanha que passava por problemas financeiros e agora tem Ronaldo como dono de 81% de suas ações. Com a chegada do novo dono, as coisas melhoraram bastante para o Valladolid, que não está mais próximo a situação de falência e se encontra estável financeiramente. Apesar do rebaixamento na última temporada, o clube está se recuperando muito bem, na medida do possível. 


Fenômeno também é dono de clube espanhol. (Foto: Reprodução/Jovem Pan)


O Cruzeiro será diferente com o apoio e liderança de Ronaldo, mas terá muito trabalho pela frente. A reestruturação do clube sob a nova gerência deve demorar a dar grandes frutos, mas anima o torcedor cruzeirense, que vê no nome de Ronaldo o significado da palavra esperança e acredita que verá um Cruzeiro ainda melhor do que na época que o Fenômeno defendia as cores do cabuloso dentro das quatro linhas. 

Deixe um comentário