Esportes

Leilão de bens de Maradona é um fracasso na Argentina

Leilão foi organizado pelos filhos de Maradona que tinham a intenção de se desprender de bens que geram gastos ou não possuem valor sentimental; valor arrecadado não passou de US$26 mil.

3 min de leitura
21 Dez 2021 - 09h15 | Atualizado em 21 Dez 2021 - 09h15

Diego Armando Maradona foi um dos maiores jogadores da história do futebol, e continuará com este título mesmo após a sua morte em novembro de 2020. De longe, como amantes de futebol, podemos sentir a perda de um gênio do esporte que tanto amamos, mas obviamente os familiares de Maradona sofreram uma perda emocional gigantesca após sua morte, inclusive seus filhos, que ficaram responsáveis por maior parte dos bens materiais dos seus pai. Por isso, neste domingo, os filhos de Diego decidiram se desprender de bens de seu pai com o qual não possuem apego emocional ou geram prejuízos para serem mantidos.

https://lorena.r7.com/post/PSG-ou-Real-Madrid-saiba-o-futuro-de-Mbappe

https://lorena.r7.com/post/Copa-do-Mundo-a-cada-dois-anos-volta-a-ser-assunto-na-FIFA-CONMEBOL-e-UEFA-planejam-boicote

https://lorena.r7.com/post/Flamengo-tem-conversa-informal-por-Paulo-Sousa-em-Lisboa-enquanto-e-refem-de-Mister


O leilão foi realizado no último domingo(19), em Buenos Aires, capital da Argentina, e foi considerado um fracasso. De acordo com cálculos da agência de notícias AFP, as vendas feitas para quitar dívidas e despesas deixadas por Maradona rendeu apenas US$26 mil. No total, o patrimônio não vendido é superior a US$1,4 milhões. Entre os principais itens havia uma BMW M4 Coupé com sirene policial que pertencia ao ex-jogador e uma vila em Buenos Aires que Maradona comprara para os pais, porém boa parte destes principais bens nem mesmo receberam oferta.


"Os leilões são assim: não dá para saber o resultado antes que acabem. Esperávamos muito, mas a realidade é que [o resultado final] é sempre uma incógnita" comentou o organizador, Adrian Mercado.


 

BMW que pertencia ao ex-jogador foi um dos itens colocados em leilão. (Foto:Reprodução/Autoesporte Globo)


O leilão foi uma decepção, apesar de mais de 1,5 mil compradores em potenciais espalhados pela América do Sul, Europa e Emirados terem se registrado para participar da compra online que durou apenas três horas e meia, segundo os organizadores. O lance mais alto foi dado para uma pintura de Maradona intitulada 'Entre Fiorito y el cielo', da artista Lu Sedova, a peça doi foi vendida por US$ 2.150. Já a fotografia de Maradona com o ex-líder cubano Fidel Castro foi vendida por US$ 1,6 mil. O dinheiro arrecadado será destinado ao pagamento de dívidas e despesas, e não distribuído entre os herdeiros de Diego Maradona. Agora, o tribunal terá que decidir o que fazer com os bens não vendidos.

Foto destaque: Maradona. Reprodução/Polsatsport

Deixe um comentário