Marcela McGowan conta como tem sido morar com sua namorada: ‘experiência maravilhosa’

Publicado 18 de Apr de 2021 às 12:45

A ex-sister Marcela McGowan, que participou na vigésima edição do Big Brother Brasil, contou como tem sido morar com sua namorada, a cantora Luiza. Em entrevista à revista Marie Claire, Marcela falou um pouco da experiência de estar morando e passando esta fase de isolamento junto com seu novo amor.

“Luiza está em uma fase de trabalho totalmente diferente, onde não precisa viajar para shows e compromissos, por isso decidimos aproveitar para curtir juntas o máximo de tempo possível. Tem sido uma experiência maravilhosa, somos muito parceiras em tudo e é sempre bom ter um amor para compartilhar a vida, né?”, disse ela.



Marcela GoWan e Luzia. (Foto: Reprodução/Marie Clarie)


A ex-BBB e a cantora começaram o namoro no inicio deste ano. As duas se conheceram em uma viagem para Maragogi, em Alagoas, no início do mês de novembro de 2020 e desde então não se desgrudaram mais. Marcela então foi questionada sobre o costume de pessoas afirmarem que, mulheres lésbicas e bissexuais, iniciam seus relacionamentos de forma rápida e logo vão morar juntas. Mas a médica afirmou que isso varia de caso para caso e comentou que assumir essa relação no circulo familiar e de amizade, pode ser complicado.

“Eu acho que existem casos e casos, mas em geral vejo que as mulheres, quando se relacionam, têm menos aquela 'trava', aquele medo de compromisso que muitos homens tem. E isso pode ser um fator que as leve a se envolver com mais intensidade. Por outro lado, as vivências de mulheres lésbicas ou bis, dentro do núcleo familiar ou até mesmo círculo de amizade, nem sempre é fácil, e acredito que isso pese também na decisão, muitas vezes morar junto é a única opção para viver plenamente a relação”, falou.

Juliette teme estar cancelada fora do BBB 21, após brincadeira com Fiuk e Arthur: ‘Tô lascada’

Pocah desabafa com Arthur: ‘Quero dormir, porque quero fugir dessa dor que eu to sentindo’

Viih Tube avisa Gil que o indicará ao paredão: ‘Chorei horrores’

A médica também comentou sobre o BBB e falou que apesar de Gilberto, que é uma pessoa LGBTQI+, estar entre os favoritos do reality, o preconceito não deixou de existir por isso, mas reforçou a importância dessa representatividade dentro do programa. “Infelizmente ainda lideramos muitos rankings de LGBTfobia, mas sme dúvidas, ter representatividade em rede nacional ajuda a levantar discussões importantes sobre o tema e conscientizar as pessoas. Ao mesmo tempo em que o BBB tem o Gil entre os favoritos, o programa também mostrou comentários considerados homofóbicos de Rodolffo”, disse ela.

 

(Foto destaque: Marcela e Luiza em ensaio fotográfico. Reprodução/Marie Clarie)

Deixe um comentário