Celebridades

Luciano Camargo desabafa sobre perda do pai quando estava com Covid-19: “Não pude receber um abraço

O cantor Luciano Camargo, da dupla com Zezé Di Camargo, ainda relembra com muita dor o momento no qual recebeu a notícia da morte de seu pai, o Seu Francisco.

3 min de leitura
25 Abr 2021 - 10h00 | Atulizado em 25 Abr 2021 - 10h00

Luciano Camargo, da dupla com Zezé Di Camargo, ainda relembra com muita dor o momento no qual recebeu a notícia da morte de seu pai, o Seu Francisco. Em uma entrevista a revista Quem, o cantor revela que estava em isolamento com Covid e não pode se despedir, e nem ao menos receber o consolo de seus familiares.

“Quando peguei Covid, a primeira coisa que fiz foi me isolar. Graças a Deus a minha casa é grande e consegui fazer isso. Perdi olfato, paladar e tinha uma dor de cabeça muito forte, mas estava tranquilo. O pior momento foi quando soube de madrugada, no quarto em que estava isolado, que meu pai tinha morrido. Quando você perde alguém, só quer um abraço. Não pude receber um abraço de conforto e nem estar com meus familiares neste momento de fragilidade coletiva para dividir a dor”, conta.


Luciano relembra morte de seu pai. (Reprodução/Instagram)


“Recebi a notícia de que meu pai não estava reagindo, e que eles iam esperar para ver como ele reagiria. Não pude contar para ninguém porque estava isolado. Quando elas acordaram, chamei as três e fiquei chorando. As minhas filhas com as mãos entrelaçadas no peito olhando para mim sem entender nada. Elas nunca tinham tido uma perda, essa foi a primeira notícia de morte, e elas não podiam dar um abraço no pai. Foi muito dolorido, uma dor física”, desabafa.

Carlinhos Maia revela ter desenvolvido síndrome do pânico após receber ataques virtuais: ‘Perdi 12 quilos’

Após lançar feat com Flay, Mc Mari rebate preconceito no meio musical: 'Tudo o que vem da minoria gera revolta'

Flay exibe tanquinho em novo clipe com MC Mari e revela: ‘Me cuido’

Luciano diz que apesar da dor de receber essa triste notícia, ele já vinha se preparando para a partida de Seu Francisco. “Eu já estava me preparando inconscientemente para a partida dele. Fiquei com ele três dias, uma semana antes. Abracei muito meu pai no hospital. A gente ficou vendo clipes gospel na TV. Tenho certeza que meu pai aceitou de fato Jesus e há muito tempo. A morte do meu pai aqui na terra não é o fim, é o começo. Aquele abraço que dei nele, acabou sendo uma despedida antecipada. Sei que vou encontrar meu pai de novo e vai ser um abraço eterno”, encerrou.

 

(Foto Destaque: Luciano Camargo desabafa sobre perda do pai quando estava com Covid-19: “Não pude receber um abraço". Reprodução/Instagram)

Deixe um comentário