Esportes

Flamengo: Renato Gaúcho entrega cargo, após eliminação na Copa Brasil, mas diretoria mantém treinador

Após a eliminação na Copa do Brasil por 3 a 0, no Maracanã, o treinador do Flamengo, Renato Gaúcho, pressionado, entregou o cargo, mas foi convencido a permanecer no time. O clima, por sua vez, está longe de ser leve.

3 min de leitura
28 Out 2021 - 11h11 | Atulizado em 28 Out 2021 - 11h11

O técnico do Flamengo, Renato Gaúcho, ficou perto de deixar o clube, após a eliminação do time na Copa do Brasil quando perdeu por 3 x 0 para o Athletico-PR, em pleno jogo decisivo no Maracanã, estádio considerado a casa da nação rubro-negro. Ele chegou a entregar o cargo, mas foi convencido, ainda no vestiário, a continuar no Mengão, pelo vice-presidente, Marcos Braz e por Bruno Spindel, que é o diretor-executivo de futebol.

Na entrevista coletiva pós-jogo, já com o emprego garantido, Renato voltou a assumir a responsabilidade pela eliminação do Flamengo. “Se tem um culpado aqui, esse único culpado sou eu. Responsabilidade toda minha. O grupo não teve culpa de nada. O Athletico foi quatro vezes e conseguiu fazer três gols. O Flamengo criou mais de 20. Um time desorganizado não consegue criar assim”, enfatizou o treinador.

Com o elenco mais caro do futebol brasileiro e atual bicampeão do Brasileirão, o Flamengo está na final da Copa Libertadores da América, em novembro, contra o Palmeiras. O clima de cobrança tem sido justificado pelo Fla ter alcançado o quarto jogo seguido sem vitória, sendo dois empates e duas derrotas.  Já no Brasileiro está com 13 pontos de desvantagem sobre o líder Atlético Mineiro, seu adversário de sábado, às 19h, no Maracanã, embora ainda com dois jogos a menos. Com a última derrota, o clube afundou na Copa do Brasil e o título da outra competição nacional ficou mais longe também, principalmente depois dos 3 a 1 sofridos no final de semana para o arquirrival Fluminense.


Renato Gaúcho segue no comando do Flamengo (Foto: Reprodução/Alexandre Vidal/Flamengo)


Apesar do apoio demonstrado pela diretoria do clube, Renato, começa a ser pressionado por grande parte da torcida rubro-negra. Durante a partida desta quarta, 27, o técnico foi bastante xingado por vários torcedores, que chegaram a gritar pelo ex-técnico do clube Jorge Jesus. “Olê, olê, olê, olê, Mister, Mister”, em referência ao apelido do português.

 

https://lorena.r7.com/post/Covid-19-EUA-aprova-vacina-da-Pfizer-para-criancas-de-5-a-11-anos
https://lorena.r7.com/post/Comite-de-emergencias-da-OMS-alerta-que-pandemia-esta-longe-do-fim

“Quando eu fui contratado pelo Flamengo nós estávamos em três competições. Hoje fomos eliminados na Copa do Brasil, o grupo está chateado, estamos tristes. Temos algumas possibilidades e estamos na final da Libertadores”, disse o treinador ainda na entrevista coletiva.

 

Foto Destaque: Renato Gaucho. Reprodução/Alexandre Vidal/Flamengo

Deixe um comentário