Saúde e Bem Estar

Escalada: nova modalidade olímpica fortalece músculos e turbina a resistência.

Já pensou em fazer o novo esporte olímpico? A modalidade estreia nos jogos de Tóquio 2020 e conquista novos adeptos pelo Brasil e o mundo. É hora de conhecê-la melhor e os seus benefícios

3 min de leitura
04 Ago 2021 - 12h41 | Atulizado em 04 Ago 2021 - 12h41

Ao acompanhar as Olimpíadas de Tóquio, é comum bater aquela vontade de praticar vários esportes. Em algumas modalidades, desistimos rapidamente da ideia, pois elas parecerem impossíveis de serem feitas por um sedentário ou até mesmo por alguém que malhou a vida inteira na academia como o salto com vara e a ginástica artística

E não há melhor vitrine para um esporte do que os Jogos Olímpicos. E é de esperar que a escalada, uma modalidade que estreou na competição esse ano ,traz muitos benefícios à saúde física e mental,inspirada no montanhismo e se baseia em galgar paredes verticais, vá se popularizar ainda mais após seu début oficial no Japão.

A modalidade estréia nas Olimpíadas de Tóquio 2020 e conquista novos adeptos pelo Brasil e o mundo.


https://lorena.r7.com/post/Como-os-alimentos-processados-podem-ser-altamente-prejudiciais-a-saude

https://lorena.r7.com/post/A-parte-oculta-debaixo-dos-seus-lencois

https://lorena.r7.com/post/Crescimento-de-miopia-em-criancas-durante-a-pandemia


É um incentivo e tanto para uma prática que já vem tendo maior procura nas grandes cidades brasileiras,“Não há contraindicações nem limite de idade se o praticante estiver saudável e sem lesões. E podemos adaptar o nível ao seu condicionamento”de acordo com Raphael Nishimura, presidente da Associação Brasileira de Escalada Esportiva (ABEE).Segundo o dirigente da ABEE, a escalada trabalha força muscular, flexibilidade e cognição, e o ideal é que sejam feitas de duas a três aulas por semana.

O bônus para o corp.Prática da escalada demanda dos pés à cabeça

Força: Os membros superiores são os mais trabalhados, além das costas e de todo o abdômen. As pernas são recrutadas para impulsionar o praticante.

Flexibilidade: É altamente exigida para que o atleta se movimente de um ponto a outro. Pernas e quadris ágeis e flexíveis são resultado de anos subindo as paredes.

Cognição:compara a escalada a um quebra-cabeça. O cérebro precisa decifrar as melhores vias e os passos seguintes para superar as provas


 

(Foto: Reprodução/saude.abril.com.br)


Turbina a resistência física:Além da força, a escalada desenvolve a capacidade cardiovascular (aeróbica), aumentando a resistência física e melhorando a saúde do coração. Com a atividade regular, é possível reduzir o risco de ter doenças cardíacas, pressão alta e diabetes

Combate o estresse:Além de ser uma atividade prazerosa e divertida, a escalada estimula a produção de substâncias que melhoram o humor, geram bem-estar e aliviam o estresse, como a noradrenalina, a endorfina e a serotonina

É imprescindível que o esporte seja feito em um local adequado, com a utilização dos equipamentos de proteção, de uma sapatilha desenvolvida especificamente para a prática, que dá mais precisão para o apoio dos pés nas agarras, e com o uso de carbonato de magnésio, um pó que evita que as mãos escorreguem.

Respeite seu corpo e aumente progressivamente a carga de exercícios. Exagerar em um único dia pode sobrecarregar as articulações e os músculos.

 

 

 

(Foto em destaque: Estreante nos jogos olímpicos, o esporte chega ao Japão. Reprodução: cultura.uol.com.br)

Deixe um comentário