Esportes

Em carta aberta, Globo fala sobre o futuro das transmissões da Séries A e B

A emissora Globo emite uma carta aberta na qual aborda a parceria tradicional com os clubes das Séries A e B, além de comentar a respeito do futuro de transmissão das competições.

3 min de leitura
23 Ago 2021 - 10h00 | Atulizado em 23 Ago 2021 - 10h00

A TV Globo emitiu uma carta aberta destinada às equipes das Séries A e B do campeonato brasileiro abordando o vínculos que vem desde os anos 70. A declaração relata a compreensão do “projeto de lei” nomeado “lei do mandante” o qual fornece o direito de arena. Caso aprovado, o projeto poderá ser um passo crucial a evolução do cenário futebolístico nacional.

 


Acompanhe na integra a carta da Emissora Globo destinada aos clubes: 


 

Aos 40 clubes da Série A e B do Campeonato Brasileiro de Futebol 2021,

 

Nos últimos meses muito tem se falado da relação da Globo com o futebol. Alguns tentam nos colocar como opositores de vocês, clubes. Em quase cinco décadas de parceria e investimentos, temos certeza que nossos caminhos foram convergentes e tiveram objetivo comum: um futebol forte e equilibrado para o torcedor. Como em toda parceria, existiram divergências que foram resolvidas com diálogo e negociação, sem perder de foco o objetivo de fortalecer a maior paixão nacional.

 

Não podemos deixar de lembrar dessa história, que foi dedicada à valorização do esporte que é a paixão de todos nós. Desde a década de 70, a Globo transmite as competições dos clubes do futebol brasileiro. Na década de 90 ajudamos na organização do calendário e na padronização do sistema de disputas das competições nacionais. Em 1997 criamos com vocês o PPV do futebol nacional, do qual somos sócios. Em 2003 foi criada a fórmula de disputa atual do Campeonato Brasileiro, com o sistema de pontos corridos e, mais recentemente, a partir de 2019, construímos juntos um novo modelo mais justo e equilibrado de divisão de receita dos direitos transmissão, seguindo as experiências de sucesso das ligas europeias de futebol. Esses são alguns poucos exemplos importantes da nossa trajetória conjunta.

 

 

https://lorena.r7.com/post/Fim-do-sonho-Fluminense-fica-no-empate-em-1-a-1-e-e-eliminado-da-Libertadores 

 

https://lorena.r7.com/post/Palmeiras-renova-com-zagueiro-Gustavo-Gomez

 

https://lorena.r7.com/post/Atletico-Mineiro-se-torna-o-primeiro-clube-brasileiro-a-eliminar-Boca-e-River-na-mesma-edicao-da-Libertadores

 

 

Acreditamos muito no futebol brasileiro e, por isso, nunca medimos esforços para desenvolvê-lo como um negócio lucrativo para todas as partes. Destinamos bilhões de reais aos direitos de transmissão todos os anos. Fora o alto investimento na promoção das competições, na contratação dos melhores profissionais para as transmissões e cobertura dos jogos e na implantação de tecnologia de ponta para entregar ao torcedor transmissão de alta qualidade nas diversas plataformas. Nenhuma outra empresa investe tanto, e com tanta consistência, no futebol nacional. Nossa esperança se amplia nesse novo momento em que o futebol aponta para uma maior união entre os clubes, algo que acreditamos ser fundamental para o melhor desenvolvimento do Campeonato Brasileiro.

 


Logo do brasileirão 2021. Reprodução: Divulgação/CBF


 

Queremos aproveitar para reforçar e registrar aqui nosso entendimento de que a alteração na legislação trazida pelo projeto de lei, já aprovado na Câmara dos Deputados, que dá ao time mandante os direitos de arena, caso seja esse o desejo de vocês clubes, poderia ser mais um passo nessa evolução. Um avanço no caminho de dar mais autonomia e flexibilidade, desde que respeitados os contratos já celebrados, em prol da segurança jurídica de todo o sistema. Inclusive apoiamos a negociação coletiva dos clubes por seus direitos de transmissão, como ocorre nas principais ligas do mundo (mesmo em países que adotam na legislação o sistema dos direitos do mandante) para assegurar que os clubes consigam maximizar seus ganhos, sem causar desequilíbrio no mercado.

 

Independentemente do modelo de negociação, a Globo manterá sua parceria histórica com os clubes, suas Federações e com o futebol brasileiro, contribuindo para o desenvolvimento de todo o mercado e para o engrandecimento do espetáculo. Quem ganha são os torcedores de cada um de vocês, apaixonados por futebol, assim como nós.

 

Saudações esportivas.

 

TV Globo, SporTV, Premiere e ge

 

(Foto Destaque: taça do brasileirão. Reprodução: Marcos Ribolli)

Deixe um comentário