Bem Estar

Coronavírus: Cientistas apontam para uma eficácia de até 74% da vacina da AstraZeneca

Estudos recentes apontam para uma maior eficácia, em comparação com estudos anteriores, do imunizante da AstraZeneca contra o coronavírus. Além disso, os resultados não contam com testes feitos no Brasil e outros países.

3 min de leitura
30 Set 2021 - 15h59 | Atualizado em 30 Set 2021 - 15h59

Ontem (29), cientistas divulgaram novos resultados do teste clínico da vacina contra o coronavírus, a AstraZeneca. Diferente dos resultados publicados no ano passado, confirmou-se que a eficácia geral do imunizante, levando em conta pacientes com quadros de gravidade média e alta, aumentou para 74%.

Este novo resultado foi refeito por outro grupo de cientistas, composto por pessoas da própria empresa farmacêutica e dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos (NIH) que incluriam apenas os dados de voluntários des EUA, Chile e Peru. Eles afirmara que a eficácia do imunizante foi de 70%, incluindo, também, casos com sintomas leves. Ao incluir os casos assintomáticos, o percentual de eficiência caiu para 63,4%. 


Vacinas da AstraZeneca para a covid-19. (Foto: reprodução/ pixabay) 


O estudo publicado no jornal acadêmico "New England Journal of Medicine" não incluiu dados do Reino Unido, Brasil e África do Sul, países que haviam participado das primeiras pesquisas do ensaio clínico. Vale lembrar que o imunizante AZD1222 da AstraZeneca foi desenvolvida em parceiria com a Universidade de Oxford e, também, é aquela que tem sido produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Nesse estudo mais recente, foram utilizados dados coletados de mais de 32 mil pacientes que foram divididos entre recipientes da vacina e de placebo. Além disso, os cientistas fizeram um recorte dos resultados de voluntários que possuem mais de 65 anos de idade.

"Este estudo da AZD1222 foi projetado para incluir diversos grupos sob alto risco de exposição ao vírus Sars-CoV-2 e populações sob risco aumentado de complicações pela covid-19", alegou os autores, liderados pelas cientistas Magdalena Sobieszczyk e Ann Falsey, da Universidade de Rochester, localizada nos EUA.

Ainda de acordo com esse estudo, a vacina aparentou ter mais sucesso em idosos do que nos adultos, apresentando, assim, cerca de 83,5% de eficácia. Esse resultado é considerado surpreendente, uma vez que pessoas com mais idade costumam ter uma resposta imune mais fraca. 

Aleitamento materno: libere a mãe dentro de você

Ministério da Saúde suspende intervalo entre as vacinas da gripe e covid-19

Com mais de 40% da população vacinada, Brasil pode entrar no ranking de países com maior índice de imunizados

Média de mortes por covid-19 no Brasil

Segundo balanso apresentados pelo Ministério da Saúde ontem (29), o país acumulou um total de 596.122 óbitos e 21.399.546 casos confirmados. A média móvel dos últimos sete dias é de 544 mortes e de 16.568 casos de pessoas infectadas, além de terem sido confirmadas 676 vítimas nas últimas 24 horas. 

 

Foto Destaque: Coronavírus: Cientistas apontam para uma eficácia de até 74% da vacina da AstraZeneca. (Reprodução/ Pixabay)

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo