Esportes

Brasil ganha do México nos pênaltis e vai para final das Olimpíadas de Tóquio 2020

No futebol masculino, o Brasil vence México nos pênaltis, se classifica para a final das Olimpíadas de Tóquio 2020 e vai enfrentar a Espanha no sábado em busca do seu bicampeonato olímpico.

3 min de leitura
03 Ago 2021 - 11h29 | Atulizado em 03 Ago 2021 - 11h29

A seleção brasileira de futebol masculino se classificou hoje (3) para a final das Olimpíadas de Tóquio 2020 após empatar no tempo normal em 0 a 0 e vencer por 4 a 1 nas disputas de pênaltis. O pênalti decisivo foi marcado pelo ex-Flamengo, Reinier.


Reinier faz o pênalti decisivo e bota Brasil na final olímpica - Lucas Figueiredo/CBF

Reinier faz o pênalti decisivo e bota Brasil na final olímpica - Lucas Figueiredo/CBF


Apesar do Brasil ter tido mais a posse de bola no decorrer dos 120 minutos, o duelo foi muito disputado e nervoso, principalmente na etapa inicial, onde o Brasil criou algumas boas chances, mas todas pararam nas mãos do goleiro Ochoa, a mais perigosas foi no início do jogo quando Claudinho fez um corta-luz para Guilherme Arana parar na intervenção do goleiro do México. A seleção mexicana, sem muita saída, encontrava espaços nos erros do Brasil e se não fosse a linda defesa do goleiro Santos, o México teria aberto o placar nos minutos finais. A equipe comandada por André Jardine ainda teve um pênalti marcado, mas o árbitro desmarcou a decisão após consulta ao VAR.

https://lorena.r7.com/post/Michael-jogador-do-Flamengo-revela-ter-tido-depressao-Quis-me-suicidar

https://lorena.r7.com/post/Rebeca-Andrade-e-medalha-de-ouro-e-conquista-feito-historico-nos-Jogos-Olimpicos

https://lorena.r7.com/post/Brasil-perde-nos-penaltis-para-o-Canada-e-esta-eliminada-das-Olimpiadas-de-Toquio-2020

No segundo tempo, o Brasil continuou com dificuldade para passar por Guillermo Ochoa. Na primeira oportunidade, Antony fez jogada individual pela direita, cortou para dentro, finalizou e parou no goleiro mexicano.

No final do jogo, Daniel Alves cruzou pela direita, e Richarlison cabeceou na trave e quase evitou a prorrogação, na melhor chance do jogo. No rebote, o atacante bateu cruzado, mas ninguém alcançou e não conseguiu completar para o gol.

Na prorrogação, as duas seleções não conseguiram criar quase nada. O Brasil apenas conseguiu chegar em um chute de fora da área de Arana, repetindo o rendimento abaixo da média do tempo regulamentar.

Daniel Alves, Martinelli, Gabriel Guimarães e Reinier converteram as suas cobranças para o Brasil, que teve 100% de aproveitamento. Santos defendeu a cobrança de Aguirre, enquanto Vásquez chutou na trave. Rodríguez acertou o seu pênalti para os mexicanos.


Santos defende pênalti cobrado por Eduardo Aguirre em México x Brasil pelas Olimpíadas - Lucas Figueiredo/CBF

Santos defende pênalti cobrado por Eduardo Aguirre em México x Brasil pelas Olimpíadas - Lucas Figueiredo/CBF


A final das Olimpíadas será no sábado (7), às 8h30, no Estádio Internacional de Yokohama, contra a Espanha. Já a disputa pela medalha de bronze é na sexta-feira (6), às 8h, entre Japão e México, em Saitama.

 

(Foto destaque: Brasil ganha do México nos pênaltis e vai para final das Olimpíadas de Tóquio 2020 - Lucas Figueiredo/CBF)

 

Deixe um comentário