Money

Banco Central mantém para 15 de dezembro o começo da 4ª fase do Open Banking

A 4ª fase do Open Banking disponibilizará de forma ordenada e eficaz o compartilhamento das informações além dos produtos de serviço bancário tradicionais, como seguros, investimentos e câmbio.

3 min de leitura
11 Dez 2021 - 19h45 | Atulizado em 11 Dez 2021 - 19h45

O lançamento ordenado de interfaces destinadas ao compartilhamento de dados, referente aos produtos da 4ª fase do Open Banking foram divulgados pelo Banco Central na última sexta-feira, 10 de dezembro. Segundo a Instrução Normativa 205, a fase 4 estava prevista para iniciar no dia 15 de dezembro, a data será mantida, contudo o processo se dará por etapas, do mesmo modo que ocorreu na 3ª fase.

Lembrando que o Open Banking, ou sistema financeiro aberto, possibilita que clientes de produtos e serviços financeiros, que consentirem, tenham suas informações compartilhadas entre instituições diferentes que sejam habilitadas pelo BC. Permite também a movimentação de suas contas bancárias em diferentes plataformas, não se limitando apenas ao aplicativo ou site do banco com segurança e agilidade.


Benefícios do Open Banking. (Foto: Reprodução/Banco Central do Brasil)


Na fase 4 ocorrerá a distribuição de informações além de serviços e produtos bancários tradicionais, como seguros, investimentos, câmbio, previdência complementar aberta e contas-salário. Sendo descrito como o redirecionamento para o Open Banking pelo Banco Central. Colocando assim o consumidor no centro das decisões, possibilitando a chegada de novas soluções para a oferta e a contratação dos serviços e produtos financeiros.

Com o propósito de garantir a qualidade e aprovação das especificações, de acordo com o Banco Central, as instituições participantes precisam começar o processo de certificação funcional das APIs (interface de programação de aplicação) dos produtos que serão partilhados na 4º fase no próximo de 15. Esses produtos ou serviços terão uma data limite para serem inscritos no ambiente do Diretório de Participantes das APIs.

https://lorena.r7.com/post/Fundadores-do-Nubank-terao-aumento-significativo-em-suas-fortunas-apos-estreia-do-banco-na-Bolsa

https://lorena.r7.com/post/Nubank-se-torna-o-banco-mais-valioso-da-America-Latina-valendo-mais-de-US-40-Bilhoes

https://lorena.r7.com/post/Ibovespa-avanca-com-a-noticia-de-que-a-terceira-dose-da-Pfizer-pode-neutralizar-a-variante-Omicron


Os primeiros serão os seguros, capitalização e previdência complementar, poderão ser registrados até o dia 4 de março de 2022. Já os serviços de credenciamento de arranjos de pagamento, poderão ser inclusos no dia 11 de março do próximo ano. Até o dia 18 de março de 2022 podem acontecer o registro das operações de câmbio. E por fim, até o de 25 de março do ano que vem, poderão ser lançadas as contas de depósito a prazo e outros produtos com natureza de investimento. Um dos benefícios do Open Banking será proporcionar uma melhor experiência no uso de serviços bancários, além de facilitar o acompanhamento dos clientes de suas informações de diversos bancos através de um único local.

Foto destaque: Holograma Open Banking. Reprodução/Jornal Tribuna.

Deixe um comentário