Notícias

Audiências do caso da Boate Kiss continuam em andamento

As audiências do terrível caso da Boate Kiss continuam em andamento no seu 9º dia do julgamento dos quatro réus envolvidos no acidente, após anos de espera.

3 min de leitura
09 Dez 2021 - 22h00 | Atulizado em 09 Dez 2021 - 22h00

O julgamento das audiências do caso da Boate Kiss continua em andamento em seu 9º dia, o que leva o técnico de som da banda Gurizada Fandangueira e também réu Luciano Bonilha Leão a ser o primeiro a depor às 9h do dia marcado. Sendo seguido dos interrogatórios do sócio de Kiko dentro da boate, Mauro Londero Hoffmann; ao do cantor principal da banda, Marcelo de Jesus Santos, o mesmo homem que começou o desastroso incêndio que causou a morte e graves ferimentos de muitas pessoas que se encontravam no espaço fechado naquele dia de um terrível final trágico.


Vítimas do incidente na Boate Kiss testemunham em julgamento. (Foto: Reprodução/Juliano Verardi/TJRS/OPOVO)


Dessa forma, junto à acusação e a defesa, Orlando Faccini, juiz-presidente do caso julgou os presentes réus no 9º dia da audiência que teve seu início depois de muitos anos do processo, após o desastre de tamanho porte, que poderia ser muito bem evitado se os membros da Gurizada Fandangueira tivessem avisados ao seu público o que de fato estava acontecendo durante o incidente. Lembrando que esses acusados poderão permanecer em silêncio sob os questionamentos que serão direcionados a eles, se optarem por isso.

"Pela quantidade e qualidade dos seus questionamentos e por uma orientação defensiva, por tudo que ocorreu e está ocorrendo, a gente vai permitir apenas as perguntas para os jurados", Jader Marques, advogado do réu Elissandro comentou sobre permitir que apenas os jurados façam perguntas ao seu cliente.

https://lorena.r7.com/post/Catador-de-lixo-de-12-anos-encontra-arvore-de-natal-e-afirma-que-nunca-teve-a-oportunidade-de-ter-uma-em-casa

https://lorena.r7.com/post/Certificado-de-vacinacao-passa-a-ser-obrigatorio-na-Italia

https://lorena.r7.com/post/Relatorio-da-defensoria-aponta-que-inqueritos-de-mortes-de-criancas-e-adolescentes-estao-abertos-ha-mais-de-21-anos


Depois do pronunciamento do júri, Lúcia Helena Callegari, a promotora da audiência declarou: "Eu já tinha decidido, até porque sabia da postura do advogado em outros processos, que não ia deixar consignado nenhum questionamento anterior da Lei de Abuso de Autoridade. Mas se ele fosse questionado, ia pedir para constar em ata a escolha: por que não responder a mim e responder ao defensor".

Assim sendo, a sessão teve seu fim na quarta-feira, no dia 8 de dezembro de 2021, às 21h20 da noite, após ninguém do Conselho de Sentença se manifestar.

Na sexta-feira dessa semana, no dia 10 de dezembro, as audiências do julgamento que envolve os quatro réus do episódio do incêndio de 2013 na Boate Kiss chegará a sua reta final, levando em consideração que as bancadas de defesas, o Ministério Público e os assistentes de acusação vão dar o parecer aos jurados.

Foto destaque: Audiência do julgamento do caso da Boate Kiss/Reprodução/Juliano Verardi/Imprensa TJ-RS/G1 RIO GRANDE DO SUL

Deixe um comentário