Celebridades

Ator Michael Sheen testa positivo para Covid-19: ‘Tem sido muito difícil’

Nesta segunda-feira (8), Michael Sheen utilizou seu perfil no Twitter para trazer mais informações sobre seu estado de saúde, após testar positivo para Covid-19.

3 min de leitura
10 Mar 2021 - 17h07 | Atulizado em 10 Mar 2021 - 17h07

Após testar positivo para o novo coronavírus, Michael Sheen contou um pouco sobre sua batalha contra a doença por meio de um post no Twitter, na noite desta segunda-feira (8). O ator, conhecido por sua performance em Anjos da Noite, revelou que esteve doente por algumas semanas e que foi algo “assustador”.

Na publicação, acompanhada por uma foto de Sheen sorrindo, lia-se: “Passei as últimas semanas derrubado pela COVID. Tem sido muito difícil e assustador”. O ator ainda aproveitou para prestar sua homenagem ao Dia Internacional das Mulheres, também nesta segunda-feira, agradecendo às “mulheres incríveis” que fazem parte de sua vida. “E todas as mulheres que tenho sorte de ter o apoio que me ajudaram nisso”, compeltou.

Príncipe William e Príncipe Charles dizem estar tristes: Meghan Markle e Príncipe Harry deram entrevista a Oprah Winfrey sobre a família real

Luan Santana anuncia novo projeto musical: “Viva – Mães da Favela 2021”

Selena Gomez cogita se aposentar da música

Vale lembrar que, no final do ano passado, Michael se envolveu em uma polêmica com a família real, após revelar ter renunciado à medalha e ao título de Oficial da Ordem do Império Britânico, que lhe foram concedidos pela rainha Elizabeth II. Em dezembro, durante uma entrevista ao youtuber Owen Jones, o artista contou que sua atitude havia sido um ato de protesto.


Michael Sheen

Michael Sheen homenageado pela família real (Foto: Reprodução/ Lewis Whyld)


Nascido em Newport, no País de Gales, Sheen deixou clara sua insatisfação perante a relação entre o trono britânico e os cidadãos galeses, apontando a questão como o motivo de sua devolução e abdicação. Segundo ele, a decisão veio logo após ser convidado, em 2017, para comandar a palestra anual da fundação galesa Raymond Williams e falar sobre a relação entre o País de Gales e a Inglaterra. 

Quando acabei de escrever a minha apresentação, me sentei e pensei: ‘Bem, tenho uma escolha. Ou não dou essa palestra e mantenho o título, ou dou a palestra e devolvo tudo”, disse, contando ter deixado claro que não havia nenhuma intenção desrespeitosa no ato. 

(Foto Destaque: Michael Sheen em "Prodigal Son". Reprodução/ Fox)

Deixe um comentário