Esportes

Athletico-PR vence o Flamengo no Maracanã e se consagra para a final

Flamengo e Atlético PR se enfrentaram nesta quarta (27), pela semifinal no Maracanã para a disputa que levaria o vencedor a classificação para a final da Copa do Brasil.

3 min de leitura
28 Out 2021 - 08h00 | Atualizado em 28 Out 2021 - 08h00

A rivalidade dos últimos anos em disputas diretas de mata-mata  entre Flamengo e Athletico-PR só fazia crescer cada vez mais a expectativa de um grande espetáculo jogado dentro das quatro linhas.

O Athletico-PR veio com a formação iniciada por Santos, Hernández, Heleno e Pedro Henrique na defesa, Abner Vinícius, Léo Cittadini, Erick e Marcinho no meio campo e no ataque Terans, Renato Kayzer e Nikão na formação 3-4-3.


 

Renato Kayzer na chegada do Athlético PR ao Rio de Janeiro Foto: Reprodução / Gustavo Oliveira / Athletico-PR


O Flamengo inaugurava a formação de meio campo com Wiliam Arão, Diego, Andreas Pereira, Everton Ribeiro e Bruno Henrique e apenas Gabriel Barbosa adiantado em uma formação 4-1-4-1 e completando a equipe, na defesa foram escalados Diego Alves, Filipe Luiís, Léo Pereira, Rodrigo Caio e Isla.


 

E apenas com 7 minutos de jogo, seguido de mais 3 para revisão do lance no VAR. Em dividida de Filipe Luís com Renato Kaiser o árbitro  marca pênalti. Nikão vai para a cobrança e marca aos 10 minutos de jogo Atlhetico-PR 1 x 0 Flamengo.


 


Nos 18 minutos o Flamengo pressiona, Everton Ribeiro lance Bruno Henrique que bate cruzado, mas para na defesa Paranaense. No bate-rebate dentro da área a bola sobra para Andreas Pereira que domina e sofre falta na entrada da área e a cobrança explode na barreira. O rubro-negro carioca continua pressionando e desperdiça mais uma chance com Léo Pereira chutando pra fora. Aos 31 minutos Filipe Luís cruza para área adversária e Heleno, ao deslocar Bruno Henrique com o braço teria cometido pênalti. Após 3 minutos de checagem Wilton Pereira Sampaio anula a marcação e dá bola ao chão para o Athletico-PR.


 


Depois de uma bola brigada por Isla na linha lateral,  ganha o arremesso e joga rápido com Everton Ribeiro que consegue chegar em profundidade pelo lado direito cruzando para Bruno Henrique, que finaliza nos braços do goleiro Santos na melhor chegada ofensiva do time carioca no primeiro tempo. E em contra-ataque do Furacão, Kayzer aciona Nikão na direita, que chuta cruzado e marca o segundo dele e amplia o placar para o Athletico. No último lance do primeiro tempo Andreas ainda tem uma chance clara de gol e bate de perna esquerda para fora da meta.

No segundo tempo, Renato Portallupi faz a alteração de Diego Ribas por Michael no rubro-negro carioca, mudança que parece surtir efeito, já que no primeiro minuto o time rapidamente, chega ao ataque com finalização de Bruno Henrique defendida por Santos no gol paranaense. Em jogada individual Michael dribla sozinho a defesa rival e bate na trave confirmando ter sido uma boa substituição para o segundo tempo. Com um escanteio na ponta esquerda, Léo Pereira recebe cruzamento na área e desvia para o lado de fora da rede em mais uma boa chance do Flamengo que não foi convertida em gol.

O clube carioca continua pressionando com mais posse de bola e finalizações de Gabigol aos 16' e 17' e Everton Ribeiro também aos 16' e 20'. O Furacão fez substituições tirando Kayzer e Terans e colocando Pedro Rocha e Christian, mas que não surtiram efeito de ataque ou defesa já que o rubro-negro paranaense pouco mudou sua forma de jogar, ficando postados no campo defensivo aguardando brechas para um contra ataque e aproveitando o resultado a seu favor.

https://lorena.r7.com/post/Flamengo-x-Athletico-PR-veja-as-provaveis-escalacoes

https://lorena.r7.com/post/Bayern-de-Munique-e-eliminado-da-Copa-da-Alemanha-apos-derrota-historica

https://lorena.r7.com/post/Santos-vence-o-Fluminense-e-avanca-na-luta-contra-o-rebaixamento


Outras modificações aos 32' foram as entradas de Ramon, Matheuzinho, Vitinho e Kenedy pelo Flamengo e Khellven e Zé Ivaldo pelo Athletico-PR, este último que em sua primeira dividida com o lateral Ramon comete falta próxima a àrea, que após revisão do VAR, o ábitro Wilton Pereira Sampaio anula o cartão amarelo aplicado anteriormente e dá cartão vermelho para o atleta que sai do campo enxugando lágrimas. Pouco antes do fim da partida a torcida carioca pede "Ole, ole, ole, Mister, Mister!" em forma de protesto contra Renato Gaúcho e fazendo referência ao antigo técnico Jorge Jesus. 


 


E encerrando a partida, aos 44' Zé Ivaldo puxa o contra-ataque, passa para Pedro Rocha que gira, se livrando da marcação de Matheuzinho e devolve para Zé Ivaldo marcar Atlético-PR 3 x 0 Flamengo. Com o resultado o time paranaense garante a final contra o Atlético MG, que eliminou o Fortaleza pelo outro duelo da semi-final.

O próximo confronto do Athletico-PR é contra o Santos, pelo Campeonato Brasileiro, no sábado (30) às 17:00 horas na Arena da Baixada. O Flamengo encara o líder Atlético MG também pelo Brasileiro e espera manter viva a chance do título. O jogo é no sábado às 19:00 no Maracanã.

Foto Destaque: Athletico-PR e Flamengo na primeira semi-final / Reprodução / Alexandre Vidal / Flamengo 

Deixe um comentário