Moda

Amaro investe no varejo físico e abre sete megastores

Amaro irá inaugurar sete megastores de até 1.500 metros quadrados disponibilizando mais de 3000 produtos nas categorias de moda, beleza, bem-estar e casa, sem perder o DNA digital.

3 min de leitura
21 Set 2021 - 21h52 | Atulizado em 21 Set 2021 - 21h52

Fundada no ano de 2012, a Amaro é pioneira em ter como base tecnologia e dados, sendo nativa digital. Após uma década, a marca será o primeiro grande player nacional nascido online a investir pesado no varejo físico. De olho na volta dos consumidores às lojas físicas, a Amaro vai abrir sete megastore com tamanho entre 1.000 e 1.500 metros quadrados.


Megastore Amaro. (Foto:Reprodução/Amaro)


O movimento marca a estreia da campanha em quatro cidades: Salvador, Recife, Brasília e Goiânia e reforça a presença em outras três (Porto Alegre, São Paulo e Curitiba). Com as inaugurações, a Amaro chega a 20 guide shops e aumentará sua presença de sete para onze cidades. “A expansão geográfica mostra claramente nosso desejo de ser um grande player nacional”, diz Dominique Oliver, CEO da RetailTech.

Algumas das lojas estão abertas desde o fim do primeiro semestre. É o caso do espaço no Morumbi Shopping, em São Paulo, que passou de 100 metros quadrados para 800 metros quadrados, e da Unidade de Brasília. As lojas de Salvador, Recife e Curitiba começaram a funcionar há algumas semanas e as de Porto Alegre e Goiânia serão inauguradas ainda no segundo semestre.


Megastore Amaro. (Foto:Reprodução/Amaro)


“Em 2019, antes da pandemia, começamos a desenhar um plano de expandir a Amaro para além da moda, a ideia era que ela se tornasse uma marca de lifestyle, acompanhando a mulher em diferentes momentos e fases da vida. Hoje, são quatro principais categorias: moda, beleza, bem-estar e casa, formadas por produtos que são um mix entre a marca própria (principalmente moda e casa) e uma curadoria de marcas parceiras, que até dezembro serão 300 (nas quatro categorias, mas com muito foco em beleza e bem-estar)”, explica Dominique. “A Amaro mudou e nossas antigas guide shops não refletiam mais tudo que construímos, queremos oferecer uma experiência completa e integrada da marca, com todas as categorias de produtos que passaram a ser comercializadas.”, diz o CEO

https://lorena.r7.com/post/LFW-2021-Confira-os-destaques-da-semana-de-moda-de-Londres

https://lorena.r7.com/post/Emmy-2021-Confira-os-looks-do-tapete-vermelho

https://lorena.r7.com/colunista/Dione-Afonso/post/Influencer-Munik-Nunes-ressurge-em-grande-estilo-pos-caos

 

Megastores amplas, tecnológicas e fotogênicas, com mais de 3.000 diferentes produtos expostos de moda, beleza, bem-estar e casa, além de provadores grandes com o tom da iluminação e a maciez dos carpetes pensados especialmente para o público feminino. “No Brasil, ter um ponto físico na cidade ainda traz muita credibilidade para uma marca”, afirma Dominique


Megastore Amaro. (Foto:Reprodução/Amaro) 


Seguindo o caminho contrário dos grandes grupos onde o aplicativo funciona como uma extensão da loja, na Amaro, o aplicativo segue como ponto focal, e todo o resto é que gira em torno dele. Dominique conta que as megastores serão minicentros de distribuição. A partir de novembro, pedidos realizados até às 17horas serão entregues no mesmo dia nas cidades de Brasília, Curitiba, Goiânia, Porto Alegre, Recife e Salvador, já em São Paulo o prazo é de apenas três horas.

“A expansão geográfica nos traz muita capilaridade para melhorar também a experiência online”, finaliza o CEO

 

 

 

(Foto destaque:Amaro investe no varejo físico e abre sete megastores.Reprodução/Amaro) 

Deixe um comentário