Cinema/TV

Setembro Amarelo | Conheça algumas produções para refletir sobre o tema

Setembro Amarelo é o mês nacional da prevenção contra o suicídio, e abraçando esta campanha, listamos aqui quatro bons filmes e duas indicações bônus para refletir sobre a saúde mental. Alguns aqui são mais leves, e outros são mais complicados

3 min de leitura
01 Set 2021 - 07h35 | Atulizado em 01 Set 2021 - 07h35

Setembro Amarelo é o mês nacional da prevenção ao suicídio, e nesta lista, terão quatro bons filmes e duas indicações bônus sensiveis com saúde mental como tema central. Suicídio é coisa séria, por isso é preciso ter mais empatia com o próximo, buscando sempre tentar entender e ajudar. Alguns aqui são realmente complicados de se assistir, então caso seja uma pessoa mais sensível os evite ou assista acompanhado. 

1  - Querido Menino (2018) 

Disponível no Prime Video. Este é um tocante filme baseado em fatos reais, sobre um pai que luta com todas as suas forças para tirar o filho dos vicíos em drogas. Uma linda história de companherismo com ótimas atuações de Timothée Chalamet e Steve Carell.

David Sheff (Steve Carell) é um jornalista e escritor que vive com sua segunda esposa e os filhos. O mais velho, Nic (Tomothée Chalamet), é viciado em metanfetamina e isso acaba abalando toda a rotina da família e a vida de David que sempre tentar entender o que acontece com Nic, e também estuda a droga e sua dependência. Nic passa por muitos ciclos da vida de um dependente químico, lutando para se recuperar em meio a alguns tropeços. 

 


 

Timothée Chalamet e Steve Carell em Querido Menino (Reprodução/Diamond Films)

 


2 - O Minímo para Viver (2017)

Disponível na Netflix. Este filme trata do tema anorexia, acompanhando uma pessoa anoréxica. Este é um filme complicado de se assistir, porém muito necessário, pois ele nos apresenta as dificuldades vividas por uma pessoa que sofre desse mal e ajudando a entender todas as dificuldades que afligem estas pessoas.

Acompanhamos a jovem Ellen (Lily Collins) que está enfrentando a anorexia, um problema que atinge muitas pessoas no mundo. E sem perspectivas de se livrar da doença e ter uma vida feliz e saudável, a moça passa os dias sem esperança. Porém, quando ela encontra um médico pouco convencional que a desafia a enfrentar sua condição e abraçar a vida, tudo então pode mudar. 

 


 

Lily Collins em O Mínimo para Viver (Reprodução/Netflix)

 


3 - Estou Pensando em Acabar com Tudo (2020)

Disponível na Netflix. Adaptação do excelente livro Eu Estou Pensando em Acabar com Tudo, do escritor Iain Reid, esta é uma história desconfortável, complexa e certamente confusa de ínicio para quem assistir sem conhecer a história. O filme discute muito nas entrelinhas sobre ansiedade, tristeza, sentimento de não pertencimento e entre outros assuntos pertinentes. 

Acompanhamos a jovem Lucy (Jessie Buckley) que parte em uma viagem de carro com seu namorado e, logo de cara sabemos através de seus pensamentos a sua intenção de acabar com o relacionamento, mas ela não consegue tomar a inicativa e acaba entrando cada vez mais na vida de Jake (Jesse Plemons). A viagem vai ficando cada vez mais estranha a cada lugar em que eles param, tornando tudo mais esquisito. 

 


 

Jessie Buckley e Jesse Plemons em Estou Pensando em Acabar com Tudo (Reprodução/Netflix)

 


4 - Divertida Mente (2015)

Disponível no Disney+. Esta talvez seja a animação da Pixar que mais emociona e comove, e olha que a Pixar tem muitos nesse acervo, como Soul (2020); Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica (2020); Viva - A Vida é uma Festa (2017); Up - Altas Aventuras (2009) e inúmeros outros filmes.  

https://lorena.r7.com/colunista/Eliel-Pereira/post/Disney-confirma-que-ja-esta-trabalhando-na-sequencia-de-Jungle-Cruise

https://lorena.r7.com/colunista/Eliel-Pereira/post/Conheca-os-principais-filmes-da-carreira-de-David-Fincher-o-aniversariante-do-dia

https://lorena.r7.com/post/Em-novo-trailer-de-CSI-Vegas-casos-antigos-voltam-a-tona

Acompanhos Riley, que após se mudar para uma cidade nova com os seus pais, suas emoções acabam ficando à flor da pele. Uma enorme confusão na sala de controle do seu cérebro deixa a Alegria e a Tristeza de fora, afetando a vida de Riley radicalmente. 

 


 

Imagem promocial de Divertida Mente (Reprodução/Pixar)

 


Bônus: 

1 - Se Algo Acontecer Te Amo (2020)

Disponível na Netflix. Este é um curta, de animação, de apenas 12 minutos, que emociona a cada cena, com um trabalho de arte sensacional e uma história que é muito real. 

Acompanhamos um casal em um luto muito grande que se distanciou após perder a sua filha. E a tristeza de cada dia em razão da saudade faz com que o amor entre os dois fique de lado. 

 


 

Se Algo Acontecer Te Amo (Reprodução/Netfliix)

 


2 - Onde Está Meu Coração (2021)

Disponível no Globoplay. Em uma pegada parecida com a do filme Querido Menino, esta série é sobre uma jovem médica viciada em drogas e que tem uma família que faz de tudo para conseguir tirar ela desse mundo, em meio a muitos tropeços e perdas esta minissérie consegue emocionar. Além de ter o ator Fábio Assunção no elenco, ele que viveu algo parecido por muitos anos de sua vida. 

Acompanhamos Amanda (Letícia Collin) é uma jovem e brilhante médica, sempre muito dedicada a seus pacientes. Mas com a pressão diária de sua rotina no hospital, acaba ficando sobrecarregada e busca algum tipo de consolo e alívio nas drogas. Vemos uma família que não desiste dela e um marido que a cada tropeço dela começa a perder as esperanças. 

 


 

Letícia Colin em Onde Está Meu Coração (Reprodução/Globoplay)

 


Esta campanha contra o suicídio foi criada para salvar vidas. Converse com alguém que possa te entender e ajudar. Não desista, não se cale, fale! Você é importante e tem muito valor, se dê uma segunda chance.

(Foto destaque: Setembro Amarelo | Conheça algumas produções para refletir sobre o tema - Reprodução/Netflix)

Deixe um comentário