Cinema/TV

Timothée Chalamet é capa da revista TIME, onde fala sobre sua carreira e vida pessoal

O ator Timothée Chalamet, de 25 anos, está na capa da revista TIME do mês de outubro e em entrevista, conversou sobre sua carreira e questões pessoais.

3 min de leitura
12 Out 2021 - 18h40 | Atulizado em 12 Out 2021 - 18h40

Timothée Chalamet é um dos astros mais requisitados em Hollywood atualmente. O americano natural de Manhattan, de 25 anos, se tornou uma das grandes apostas da nova geração ao ser catapultado para a fama com o drama gay inspirado na obra literária de André Aciman e indicado ao Oscar: “Call Me By Yor Name”, lançado em 2017. Desde então, seus traços e atuações não foram desviados da evidência e de críticas conceituadas.

Timothée Chalamet revela primeira imagem como Willy Wonka

Elenco original de ‘Willy Wonka e a Fábrica de Chocolate’ comenta sobre Timotheé Chalamet no papel de Wonka

'Duna' arrecada US$ 100 milhões em bilheteria no mercado internacional

Na capa de outubro da revista TIME, Timmy, como é carinhosamente chamado, abriu o jogo sobre questões pessoais e sua recente, mas extensa carreira como um astro meteórico do mercado audiovisual.


Timothée Chalamet na capa da revista TIME (Foto: Divulgação/TIME)


Prestes à lançar mais duas produções ainda durante este mês, “The French Dispatch”, onde interpretará um jovem revolucionário que luta frente ao movimento estudantil e “Duna”, ficção científica baseada na obra de Frank Herbert, Chalamet ainda se sente inseguro ao gravar o papel de Willy Wonka na prequela que tem previsão de estreia para março de 2023. “Eu me senti fora do meu alcance, como se eu estivesse profanando a história!”, diz ele após um fim de semana gravando músicas para a trama que acompanhará a juventude do lendário personagem.

Sua filmografia foi capaz de torna-lo um queridinho do público e “Duna” parecia ter uma lacuna perfeita para tê-lo no elenco. “Dune foi escrito há 60 anos, mas seus temas se mantêm até hoje”, diz Chalamet. “Um alerta contra a exploração do meio ambiente, um alerta contra o colonialismo, um alerta contra a tecnologia.”


Timothée Chalamet na revista TIME (Foto: Divulgação/TIME)


Para que mantenha o seu equilíbrio, Timothée tenta seguir os conselhos de seu herói favorito, cujo nome não foi revelado: “Sem drogas pesadas”, diz ele, “e sem filmes de super-heróis”.

Sobre a masculinidade viril clássica que toma praticamente todos os galãs de cinema há décadas, Timothée não se encaixa em tal padrão. Muitas vezes apontado como andrógino e vindo de um personagem queer, Elio de “Call Me By Your Name”, Chalamet vê-se muito mais em uma nova descrição do masculino: mais sensível e mais emocional. Villeneuve afirma: “Sempre fico impressionado com sua bela vulnerabilidade.”. A intencionalidade de sua forma de agir nem sempre é revelada, embora exista. “Sinto que estou aqui para mostrar que não há problema em usar o coração na manga”, diz ele.


Timothée Chalamet na revista TIME (Foto:Divulgação/TIME)


“Manter a bola rolando de forma criativa leva um certo desconhecimento à maneira como você é consumido”, afirma ele sobre como é visto pelo público. O americano trata como um “vácuo de espelho”: o buraco negro em que você desaparece ao estudar seu próprio reflexo. Ele pretende usar sua influência para abordar e propagar assuntos como conscientização sobre saúde mental, pauta que ele gostaria que se tornasse "menos um compartilhamento de slides do Instagram e algo mais intrínseco" ou clima: “Não acho que seja uma coincidência que a mesma geração que herda o planeta superaquecido seja a geração que diz: 'Ei, há um nível de complacência aqui'”.

No entanto, o novo interprete de Wonka não se leva muito a sério. A ideia de ser visto como um astro do cinema parece o deixar nervoso: “Não quero dizer nada insípido e modesto”, diz. “É uma combinação de sorte e obter bons conselhos no início da minha carreira para não me classificar.”. O termo estrela de cinema é “como a morte” para o jovem rapaz. “Você é apenas um ator”, diz Timothée, como quem repete um mantra. “Você é apenas um ator!”

Foto destaque: Timothée Chalamet para a revista TIME. Divulgaçã/TIME

Deixe um comentário