Salma Hayek revela ter ficado traumatizada ao gravar cena de sexo em 'A Balada do Pistoleiro'

Publicado 17 de Feb de 2021 às 16:11

Em entrevista ao podcast Armchair Expert, nesta última segunda-feira (15), a atriz Salma Hayek revelou que a gravação da cena de sexo no filme A Balada do Pistoleiro (1995) está entre os traumas de sua carreira. Segundo ela, encenar e viver o momento íntimo com o ator Antonio Banderas foi perturbador e bastante trabalhoso. 

O filme, dirigido por Robert Rodriguez, conta a história de um ex-músico que busca vingança pela morte de sua namorada e pelo fim de sua carreira. Na trama, Banderas dá vida ao personagem principal, El Mariachi, que conta com a ajuda de Carolina, dona de uma livraria local e interpretada por Salma Hayek, para conseguir o que busca. 

Leia mais: Stranger Things: Finn Wolfhard diz que 4ª temporada será a mais sombria de todas

Leia mais: Sr. & Sra. Smith vai ganhar série com participação de Phoebe Waller-Bridge e Donald Glover

Leia mais: 'Brooklyn Nine-Nine' é cancelada novamente e terminará com oito temporadas

Na época, a atriz estava no início de sua carreira, aos 29 anos, e explicou que não havia sido informada sobre a cena íntima no longa, descobrindo somente ao chegar no set de filmagens. “Quando estávamos prestes a começar a filmar, comecei a chorar porque não sabia se conseguiria fazer a cena. Estava tão assustada”, disse. Salma ainda comparou sua postura com a de Antonio e explicou como a diferença a deixou mais assustada. 


salma hayek e antonio banderas

Salma Hayek e Antonio Banderas (Foto: Reprodução/ WireImage)


Uma das coisas que mais me assustou foi ter que fazer aquilo com o Antonio. Ele foi um cavalheiro, é claro, muito gentil e permanecemos amigos até hoje. Mas ele era super livre. E isso me assustou, porque, para ele, aquilo não era nada”, recordou a atriz. “Eu comecei a chorar e ele ficou: 'Meu Deus, você está me fazendo me sentir terrível’. E fiquei envergonhada que eu estava chorando”, completou. 

Apesar do trauma, Hayek contou que tanto Banderas quanto Rodriguez fizeram de tudo para que ela se sentisse confortável e conseguisse se acalmar. “Eu não queria tirar a toalha que estava me cobrindo. Eles começaram a fazer piadas para que eu pudesse relaxar, mas assim que a tirei, comecei a chorar tudo novamente. Quando finalmente conseguimos terminar a cena, sabíamos que tínhamos feito o melhor que poderíamos naquele momento”, explicou. 

Salma ainda desabafou sobre seu irmão e seu pai, e que, durante a filmagem da cena, só conseguia pensar em como os dois reagiriam ao assistir aquele momento do longa. Quando o filme finalmente foi lançado, a artista disse que pediu para que sua família saísse da sala de cinema momentos antes da cena ser exibida. 

(Foto Destaque: Salma Hayek. Reprodução/ Instagram)

Deixe um comentário