Cinema/TV

Reportagem do ‘Domingo Espetacular’ sobre ‘Death Note’ demoniza o anime

A reportagem do 'Domingo Espetacular', que foi ao ar na última edição do programa no 17, sobre o anime 'Death Note' gerou memes e críticas nas redes sociais.

3 min de leitura
20 Out 2021 - 20h21 | Atulizado em 20 Out 2021 - 20h21

No último domingo (17), foi ao ar no programa ‘Domingo Espetacular’ uma matéria sobre o anime ‘Death Note’. A produção em questão dura cerca de 11 minutos e apresenta uma demonização ao redor não apenas de ‘Death Note’, mas dos animes no geral. Nas redes sociais muitos foram os internautas que criaram memes e postagens ironizando a matéria e/ou criticando-a.


Reportagem exibida no último 'Domingo Espetacular'. Reprodução/Record


‘Death Note’ é originalmente um mangá publicado entre 2003 e 2006, e no mesmo ano de finalização do mangá a franquia ganhou um anime que chegou ao fim em 2007. A franquia também conta com alguns filmes e o anime pode ser encontrado em diversos serviços de streaming. Na matéria do ‘Domingo Espetacular’, o caderno da morte presente na franquia é retratado como algo de outro mundo, como se a pessoa que possuísse o caderno na vida real, realmente obtivesse o mesmo poder que ele tem no anime, de escolher como, onde e quando as pessoas que tem o nome escrito nele vão morrer.

Para os entusiastas das animações japonesas, ‘Death Note’ não é nenhuma novidade. Inclusive, as atitudes do protagonista ao longo do enredo costumam dividir as redes sociais entre os que gostam e odeiam ele. A matéria peca no fato de não entrevistar nenhum entusiasta do universo dos animes ou ao menos alguém que tenha assistido a ‘Death Note’. Os entrevistados são todos a favor de apenas um ponto de vista.

 

Ruby Rose relata abusos durante filmagens de ‘Batwoman’

Jason Momoa fará cirurgia por ferimento ocorrido nas filmagens de ‘Aquaman 2’

‘Round 6’ e ‘Maid' batem recordes de visualizações na Netflix

 

A problemática da matéria já começa quando é dito pela própria repórter que anime tem classificação indicativa de 16 e 18 anos, logo é responsabilidade dos pais permitir ou não que os filhos assistam. Porém, existe piora quando em dado momento, o tratamento psicológico e psiquiátrico é tratado como problema e a religião como salvação, sendo que o mês de prevenção ao suicídio que fala também sobre tratamento psicológico e seus derivados acabou de passar.

No dia 13, Damares Alves (Ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos) e Anderson Torres (Ministro da Justiça e Segurança Pública) assinaram o documento que classifica produtos para crianças e adolescentes. Documento que é citado e ganhou espaço na reportagem do ‘Domingo Espetacular’.

Não é a primeira vez que uma produção asiática sofre com o processo de demonização. Animes como ‘Naruto’, ‘Dragon Ball’ e ‘Cavaleiros do Zodíaco’ passaram por isso anos antes. E esse ano o dorama ‘Round 6’ também tem sofrido críticas por sua violência presente ao longo de seus episódios. O anime ‘Tokyo Revengers’, que foi lançado esse ano, é outra vítima disso tudo tendo até censura em seu enredo. Porém, todas essas produções possuem classificação indicativa e avisos, resta a sociedade começar a segui-las e parar de demonizar essas produções.

 

Foto destaque: Anime 'Death Note'. Reprodução/Madhouse

Deixe um comentário