Esportes

Relembre a carreira e polêmicas de Felipe Melo, novo reforço do Fluminense

O volante Felipe Melo, é o primeiro reforço anunciado pelo Fluminense para 2022. Vindo do Palmeiras, jogador conta com uma carreira vitoriosa e recheada de polêmicas.

3 min de leitura
14 Dez 2021 - 10h30 | Atulizado em 14 Dez 2021 - 10h30

Nesta segunda-feira (13), o Fluminense anunciou em suas redes sociais o experiente volante Felipe Melo, ex-Palmeiras, confirmando a transferência que já era dada como certa pela mídia esportiva desde o início deste mês. Felipe é o primeiro reforço para 2022 a chegar nas Laranjeiras, o clube ainda espera fechar com nomes de peso, e os de Douglas Costa, Willian Bigode e do lateral Rafinha foram citados nos últimos dias, o lateral esquerdo Marcelo também tem seu nome ventilado no Flu pela imprensa espanhola. Por ora, o tricolor carioca só confirmou a chegada de Felipe Melo, visto por diretoria e torcida como um importante reforço.


Vídeo de apresentação de Felipe Melo no Flu. (Vídeo: Reprodução/Youtube)


"Eu sou um cara que sou leal a quem é leal comigo, a quem me dá oportunidade. Então a minha lealdade é total ao Fluminense, um clube que me abriu as portas e isso para mim não tem preço. O que eu posso falar para o torcedor do Fluminense é que jamais vai faltar empenho e vontade. Hoje o Fluminense é a minha casa e vou fazer, sem dúvida nenhuma, com que a camisa do Fluminense seja minha segunda pele.", declarou o jogador, que assinou contrato com o Flu até dezembro de 2023.

Carreira

O experiente volante de 38 anos tem uma vitoriosa carreira, com passagens marcantes por quase todos os times em que jogou. Carioca, natural de Volta Redonda, Felipe Melo iniciou sua carreira no rival Flamengo em 2001, conquistando pelo rubro-negro o Campeonato Carioca e a Copa dos Campeões, torneio realizado em Maceió. Em 2003 foi contratado pelo Cruzeiro, fazendo parte do elenco que conquistou a "Tríplice Coroa" daquele ano: o Campeonato Mineiro, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. Ainda no Brasil, Felipe Melo vestiu a camisa do Grêmio em 2004, onde não vingou e foi parte do elenco rebaixado no mesmo ano.

 

https://lorena.r7.com/post/O-baixinho-vem-ai-HBO-MAX-anuncia-Romario-o-cara-serie-documental-sobre-o-jogador-brasileiro

https://lorena.r7.com/post/De-favorito-ao-G4-a-membro-do-Z4-Relembre-a-trajetoria-do-Gremio-ate-o-rebaixamento

https://lorena.r7.com/post/Quem-deve-sair-Confira-a-lista-de-jogadores-do-Flamengo-em-fim-de-contrato


Em 2005, Felipe enfim consegue sua primeira oportunidade na europa, mais especificamente pelo Mallorca da Espanha. Em seus primeiros anos no futebol europeu, o volante também atuou por Racing Santander, Almería, Fiorentina e Juventus, sendo a Juve o primeiro grande clube estrangeiro em que o jogador obteve destaque, após ser contratado em 2009. Em 2011, Felipe Melo chegou ao Galatasaray, onde ganhou o status de ídolo pela torcida e o apelido de "Pitbull", graças ao seu poder de marcação e, principalmente, seu temperamento forte. No clube turco, o brasileiro conquistou 3 campeonatos nacionais consecutivos, além de 5 copas locais. Em 2015, Felipe deixa a Turquia e retorna à Itália para assinar com a Internazionale, aonde ficou até 2017.


Felipe Melo durante passagem pelo Galatasaray. (Foto: Reprodução/AFP)


Em janeiro de 2017, Felipe Melo retorna para o Brasil e veste a camisa do Palmeiras, o jogador chegou a ser afastado no mesmo ano pelo técnico Cuca, mas permaneceu no clube paulista e se tornou ídolo da torcida, sendo um dos símbolos das conquistas do Campeonato Brasileiro de 2018, e dos dois títulos consecutivos do Porco na Libertadores em 2020 e 2021. Pela Seleção Brasileira, Felipe foi campeão da Copa das Confederações e convocado para a Copa do Mundo de 2010, onde talvez tenha sido o principal símbolo da eliminação do Brasil na competição, após erro crucial e polêmica expulsão no fatídico jogo contra a Holanda.

Polêmicas

Sempre polêmico, Felipe Melo coleciona diversas histórias conturbadas em sua carreira, e vale a pena relembrar algumas delas. Talvez a mais famosa tenha sido a citada acima, pela Copa do Mundo de 2010, quando o volante, após expulsão justa por falta no holandês Robben, diminuiu a agressão dizendo que "se fosse violento, teria tirado Robben de campo". Pelo Galatasaray, foi um dos jogadores mais odiados pelos rivais, um dos motivos para tanta raiva da torcida do Besiktas, por exemplo, foi durante um clássico em que Felipe Melo mostrou a camisa do Galatasaray para a torcida rival, que invadiu o campo para bater no jogador, o que gerou uma confusão generalizada. No Palmeiras, o Felipe liderou um trote bem pesado do elenco a Roger Guedes, que não curtiu nem um pouco a brincadeira. Ainda durante a passagem pelo Palmeiras, Felipe Melo e o ex-jogador Neto protagonizaram uma discussão ao vivo durante o programa "Terceiro Tempo", apresentado pelo ídolo do Corinthians. Na ocasião, Felipe chamou Neto de “bobão”, que rebateu dizendo que o volante era um jogador “de comum para medíocre”. Posteriormente, eles fizeram as pazes.


Felipe Melo exalta vitória e chama neto de "bobão". (Vídeo: Reprodução/Youtube)


A expectativa com a chegada de Felipe Melo ao Fluminense é que ele consiga ajudar a elevar o patamar atual do clube, que visa fazer boa campanha e até mesmo lutar pelo título da Libertadores do próximo ano, e para isso quer contar com a liderança do Pitbull em campo e no vestiário. Por enquanto, o torcedor tricolor pode esperar a entrega e raça de sempre do volante em campo e, talvez, as famosas polêmicas do já folclórico jogador.

 

Foto Destaque: Felipe Melo. Reprodução/Fluminense

Deixe um comentário