Relações tóxicas: saiba identificar quando acontece

Publicado 14 de Jan de 2021 às 12:59

Atualmente, nas mídias, muitos casais e celebridades estão terminando relações. Vamos falar sobre isso um pouco? Vamos abordar sobre relações tóxicas; ‘SE EU POSSO, VOCÊ PODE’ entender e se livrar de uma relação assim.

Eu sou Leandro Cunha, Treinador em Inteligência Emocional, e Master Advanced em Comportamento humano nas áreas de Programação Neuroligusitca, Hipnose e Coach. Conhecido como o ‘Coach dos famosos e de celebridades.’

Primeiramente, o que é uma relação tóxica?

 O que faz de uma relação tóxica?

 Uma relação tóxica é aquela que é nociva para ambos ou uma das partes; ela causa feridas, sofrimentos e desgastes, quando acontece desrespeito, ou questões sem limites, passando por cima da outra pessoa, e sem se quer tentar entender o que o outro sente ou pensa.


relacionamento abusivoUm relacionamento tóxico prejudica ambas as partes da relação. (Foto: Reprodução/Freepik)


 Até onde uma relação pode ser considerada conflituosa e quando ela passa a ser tóxica?

 Acredita-se que uma relação conflituosa, é quando o casal por motivos afins estão em desalinhamento, como projetos de vida, questões de sua família com pai, mãe e irmão, que a outra parte não aceita, ou até questão relacionada a sexo. A ideia que cada um dos companheiros leva para o relacionamento, suas expectativas e crenças formadas ao longo da vida, influenciam a convivência a dois, muitas vezes de modo prejudicial.

Quando duas perspectivas diferentes acerca de um mesmo assunto se encontram, é natural a existência de discordância e o casal precisa encontrar a melhor solução. A questão da relação tóxica é mais grave do ponto de vista psicológico emocional, pois uma das partes pode querer controlar a outra, não permitir que a pessoa tenha espaços. sempre com uma clima hostil, libertamente passando a ser uma relação de possessividade.

 Quais são as principais características de uma relação tóxica? Até que ponto o abuso pode chegar?

Toda relação “abusiva"é tóxica, gerando características específicas quando isso está acontecendo. Acredita-se que ciúmes é uma forma de demostrar amor, tentando controlar o tempo todo o tempo e lugar da outra pessoa; em uma relação tóxica um conflito simples vem a ser uma super discussão , e o abusivo tenta reverter para o outro a situação.

A relação tóxica a pessoa nunca admite que está errada. Uma forte característica é abuso emocional. No relacionamento tóxico existem chantagens emocionais; quando se vive uma relação assim, uma das partes sempre tenta jogar a outra pra baixo, criando um aspecto de inferioridade.

•     O abusivo tóxico nunca aceita crítica de forma alguma, chegando a casos da relação a parte não conseguir se desenvolver em sua área profissional;

O tóxico sempre diz que não vai dar certo, que a pessoa nunca será capaz, como se fosse uma co-dependência emocional.


relacionamento abusivo Muitos se sentem presos à relacionamentos abusivos. (Foto: Reprodução/Freepik)


Dá para administrar a relação (tóxica) sem deixar de acabar com o namoro? Quando é melhor romper?

Tudo na vida tem ajuda e prazo; toda relação tóxica é necessário uma ajuda de um profissional para mostrar o lado humano de cada um. O amor próprio que cada um tenha que ter, e não esperar o amor do outro, seja no namoro ou no casamento, ou ate em uma sociedade, com a ajuda de profissional qualificado, pode chegar a um ponto de equilíbrio para harmonizar a relação e se tornar saudável.

O rompimento ocorre, quando como uma doença, a pessoa não quer buscar a cura, somando muitas feridas em que o abusado emocionalmente deixa de viver e precisa viver sua vida, mesmo que tenha que retomar em sua vida sozinho.

Se a leitora é a pessoa responsável por tornar a relação tóxica, o que ela pode fazer para construir uma relação saudável?

 Permitir-se aceitar que pode estar vivendo esse momento em sua vida;

►  Liberte-se do orgulho para poder ser acompanhado por um profissional na área;

►  Sua vida sempre precisa ser tratada e vivida em primeiro lugar, indiferente da outra pessoa;

►  E saiba que exite uma cura te esperando para você viver sua vida plena.

 O que é uma relação saudável, afinal de contas?

 Relação saudável é uma relação com saúde emocional, onde cada um tem seu espaço, seus momentos, mesmo que a só, e também com o parceiro ou parceira, sabendo que nunca espera a outra metade do outro, e sim vá ao encontro do outro com sua parte completa. Assim poderá viver uma vida a dois mais saudável.

Qual tipo de terapia buscar quando se é a vítima? E quando se é o responsável pelo relacionamento tóxico?

 Nos dois casos, sendo o abusivo ou o abusado, merecem atenção de um profissional, sendo a opção mais recomendada a terapia de casal e/ou a reprogramação emocional, para tentar encontrar o momento que uma das partes se perdeu em seu processo, sabendo que a maioria dos casos está relacionado a sua criança interior ferida.

Minha amiga está em uma relação tóxica. Como posso falar com ela sobre isso para lhe ajudar?

Tente mostrar pra ela que a forma que ela está se relacionando está dentro de uma relação abusiva – tóxica – com as característica dessa relação, e que se ela ama seu parceiro (a), que busque para ela e para o outro um profissional especializado, pois existe possibilidades de tratamento e melhoras.


relacionamento abusivo, tóxico Muitas vezes, o acompanhamento de um profissional ajuda. (Foto: Reprodução/Freepik)


Abaixo, vamos te dar casos reais de leitoras, e você poderia explicar o por quê de ser uma característica de uma relação tóxica? Se puder explicar o motivo de o parceiro agir dessa maneira, será útil também.

“Meus planos que não o incluíam, incomodavam”

Um tripé do relacionamento são: Amor, Sexo e Planejamento. Se um desses pilares está em desequilíbrio, a relação de alguma forma estremece.

→  Tente mostrar para seu parceiro seus planos, seus projetos;

→  Tente mostrar para a pessoa que está falando com ele seu real valor. Mesmo que surja ciúmes, é algo que precisa ser trabalhado emocionante para seguirem juntos e bem.

 “Ele começou a me diminuir pelos meus gostos. Minha participação nos esportes era uma desculpa para usar shorts, e meu trabalho como representante era uma tentativa de chamar a atenção, segundo ele”.

Tente entender que antes você já usava esse tipo de roupa, e se a roupa, o short em particular, está incomodando, tente aos poucos chamar ele para ir com você. Gera segurança. E em relação ao trabalho, provavelmente, ele deve está tentando minar seu crescimento por medo de te perder, essa insegurança está nele, e precisa ser trabalhada.


relacionamento abusivo, tóxicoMuitos parceiros se sentem inferiorizados na relação. (Foto: Reprodução/Freepik)


“Eu não podia sair sem ele, caso contrário, ele agia de maneira estranha ou me maltratava sem filtro”

 Todo casal precisa de um momento a sós com um amigo ou amiga, mas é interessante que se crie “acordo”. Exemplo: ‘não ficarei por muito tempo’, ou que não seja todos os dias...isso mostra descaso a relação, e evite aos poucos fazer coisas que desagrade ao parceiro, como beber em demasia com pessoas que ele não gosta ou confia. Isso gera segurança as poucos, e sempre incentive ele a fazer a mesma coisa.

“Ele dizia que eu fazia o que queria, não era meu pai. Mas ele deixava bem claro que não gostava da minha melhor amiga. Também dizia que eu podia ir para onde quisesse, mas se eu decidisse ir para a festa sem ele junto, iria criar motivo para brigarmos”

 Toda independência gera insegurança para outra parte, contudo, ninguém é pai e mãe de ninguém em uma relação, pois não pode ter a comunicação como se fosse nem da parte de um nem de outro. Provavelmente ele não gosta da sua melhor amiga, pois ela que deve te chamar para sair.

·         Tente aos poucos fazer algo com outras pessoas;

·         Faça algo em casal, para não parecer para ele, que você só tem vontade de sair com a sua amiga.

 “Chegou em um ponto que eu não sentia que podia ter amigos homens ou sair sem ele, mesmo que com minhas amigas”

Provavelmente fruto de uma relação que já vinha com “regras"e não acordos, tudo combinado e mostrado as partes que pode ter segurança e confiança , gera calma e aceitação. Tente apresentar os amigos para ele.

 “Quis cortar o cabelo e ele disse que não combinaria comigo”

 Medo antecipado da sua mudança, pois para ele isso já é sinal de ciúmes e descontrole.

•  Chame ele pra ir junto no salão;

•  Mostre o quão linda você vai ficar para ele.

 “Ele usava termos muito fortes na hora de me xingar em uma discussão”

Palavras fortes dentro de uma discussão é sinal de estágio avançado de relação toxica e que já existe um descontrole emocional e no diálogo. Precisam buscar ajuda de um profissional para não piorar a relação.

“Ele tinha todas as minhas senhas, e se eu pedisse por privacidade, falava que eu estava escondendo algo”

Entendo que confiar senhas é um passo maduro, mas isso pode ser perigoso, pois você pode nunca ter seu espaço individual. O termo “quem não deve não esconde” é funcional, mas nocivo, pois gera uma dependência em acreditar no outro, sem ser de forma natural.


relacionamento abusivo, tóxicoMuitas vezes, o(a) parceiro(a) se sente obrigado a se calar. (Foto: Reprodução/Freepik)


“Ao longo do relacionamento, me distanciei das minhas amigas. Chegou em um momento em que eu só tinha a companhia dele e das amizades dele; as coisas aconteciam e eu não tinha coragem de contar para minha família. Então sabendo que estava sozinha, ele ameaçava de me deixar o tempo todo”.

Aqui um caso clássico de relação 100% abusiva: você vive a vida só dele, sem nenhum tipo de espaço próprio ou com outras pessoas, e se ele te ameaça dessa forma, ele enxerga em você alguma dependência que faz ele acreditar que você nunca vai mudar.

►  Reflita e busque entender o que quer na vida;

►  Tente mudanças com ele, se ainda o ama, se está desagastado, recomeça sua vida para ainda dar tempo se ser feliz.

 “Eu não devia dar minha opinião sobre certas coisas, porque segundo ele, era burra”.

Tentar inferiorizar a parceira é uma forma de não permitir seu crescimento, com isso limitar seu espaço e suas vontades. Palavras fortes como burra, são muito nocivas. P

•  Reveja a relação do ponto de vista emocional;

•  Tente mostrar pra ele o que pode ser feito terapeuticamente juntos, e veja a reação dele.

“Ele não era agressivo, mas chorava em todas as nossas discussões. Então eu pedia desculpas e tudo ficava bem”

Um caso clássico de um homem que precisa muito de chorar, desabafar e colocar pra fora seus sentimentos, e provavelmente sua criança interior com mazelas a serem resgatadas, apoie ele a ir a um especialista.

“Ele tinha problemas psicológicos e com a família. Então eu aguentava toda a obsessão porque ele dizia que precisava de ajuda”

Pode até precisar de fato, mas veja como está o desenvolver dele no processo, pois ajuda é diferente de se tornar vítima. Veja aonde ele se encontra.

“Ele gritava e quase me agredia, mas segundo ele e sua família, eu que provocava”

Sua fala pode ser um gatilho para ele explodir, mas isso não justifica a forma que ele quase te agredia.

Vocês precisam urgente de um acompanhamento emocional, e ele mais ainda, pode ser o agressor na relação, crenças e gatilhos emocionais, são os motivos de mais brigas em relações.


relacionamento tóxico, abusivo, relacionamento Em alguns casos, muitos obrigam o(a) parceiro(a) a fazer aquilo que desejam. (Foto: Reprodução/Freepik)


“Eu não queria ter uma relação sexual em um momento em que ele queria. Então ele insistia e eu cedia mesmo sem querer, porque ele tinha que gozar, e eu nunca conseguia fazer o mesmo”

Caso clássico de sexo sem limites: o homem alega que precisa fazer sexo pra ficar bem. A mulher que precisa estar bem para fazer sexo, e se isso for mostrado para ele, ele vai tentar te conduzir ao querer e não ao fazer sem querer; não deixe esse egoísmo controlar a relação.

 

(Foto destaque: Mulheres, principalmente, são as vítimas de relacionamentos abusivos. Reprodução/Freepik)

Deixe um comentário