Rafa Brites fala sobre como está sendo criar o filho no campo ‘o sonho de proporcionar esse contato com a natureza para o meu filho’

Publicado 05 de Jun de 2021 às 13:18

Devido a pandemia do novo Coronavírus, Rafa Brites, de 34 anos, decidiu se mudar da cidade para o campo. A maior parte do tempo ela passa em sítio, que fica um a um pouco mais de uma hora de São Paulo, onde inclui nas suas atividades do dia a dia, momentos que fazem se sentir mais perto da natureza.  “Eu cresci num sítio. A gente tem essa relação no Rio Grande do Sul com a terra, com a plantação. A vida inteira eu plantei laranja. Eu morava em Porto Alegre, mas todo fim de semana estava num sítio. Depois que eu fui mãe, tinha o sonho de proporcionar esse contato com a natureza para o meu filho”, conta.

https://lorena.r7.com/post/Gaby-Amarantos-fala-sobre-seu-primeiro-cache-um-prato-de-sopa

https://lorena.r7.com/post/Larissa-Manoela-lanca-Lari-Cel-sua-propria-operadora-de-celular

https://lorena.r7.com/post/Icaro-Silva-comenta-polemico-video-de-Juliana-Paes-Nao-sabe-o-que-e-miseria

A educação de seu filho Rocco, de 3 anos, com Felipe Andreoli, está sendo interferida, já que o pequeno fica bastante animado e demonstra ter interesse em répteis. Eu e Rocco plantamos árvores frutíferas, combatemos cupins… já apareceram quatro cobras dentro de casa, e a gente faz resgate e devolve para a natureza. Rocco não brinca de carrinho, boneca ou super-herói. Todos os brinquedos dele são animais. Ele é fascinado por cobras, répteis, lagartos e dinossauros. Hoje em dia é mais [interessado] por cobras. Ele sabe todas as espécies, qual é sucuri, jararaca… até quando ele joga algo no iPad é jogo de cobra. Ele ama! Quando ele acha que alguém vai machucá-las, ele chora e fala ‘deixa ela’. Ele é muito apaixonado pelos animais, e eu acho emocionante, ainda mais hoje que é tão difícil mantê-los longe das telas”, comenta.

A apresentadora também fala sobre outros passatempos para o filho, além da tecnologia. “Não vou romantizar e dizer que meu filho não assiste a TV. Quando eu preciso, ponho ele para ver um desenho ou jogar. Mas é muito importante como pais nosso esforço para achar outras atividades, que a gente provoque isso neles. Nossa tendência com falta de tempo, pandemia e home office é deixá-los muito tempo com telas, o que eu acho que é um recurso, mas não pode ultrapassar o limite”, garante.


Rafa Brites em contato com a natureza no seu sítio em São Paulo. Reprodução: Instagram


Recentemente, Rafa falou a revista Quem, sobre a sua saída da TV, e agora usa suas redes sociais, como forma de trabalho. Ela divulga para seus 2 milhões de seguidores, suas palestras e cursos. “Hoje o Instagram é uma grande fonte de renda, e o algoritmo requer que você o alimente sempre. Mas eu sinto que quando o entorno está triste e conturbado, eu também fico de luto, e é difícil pensar num conteúdo que seja verdadeiro e acrescente algo na vida das pessoas. Tem dia que não quero aparecer”, afirma.

Mesmo com agenda lotada, ela afirma colocar sempre a mão na massa quando pode, em obras de casa, o que ajuda ao seu autoconhecimento. "Eu sou ansiosa. Peço um orçamento, me dão 90 dias de prazo e eu não me aguento. Compro mostruário da loja, enfio no carro e eu mesma vou construindo. Vou aprendendo muita coisa porque parece que eu não tenho tempo a perder. Isso é com tudo! E é muito legal a gente entender que é assim porque antes eu ficava brava com o Felipe, só que cada um tem um ritmo. Eu sou zero explosiva, mas sou muito animada e empolgada com as coisas”, revela.

 (Foto destaque: Rafa Brites fala sobre como está sendo criar o filho no campo ‘o sonho de proporcionar esse contato com a natureza para o meu filho’. Reprodução: Instagram)

Deixe um comentário