Notícias

Queda de avião russo deixa 16 mortos

Terceira queda de avião acontece na Rússia, no período de 4 meses. O avião que decolava com 22 pessoas a bordo, deixa 6 vítimas e 16 feridos em estado de saúde grave.

3 min de leitura
11 Out 2021 - 12h30 | Atulizado em 11 Out 2021 - 12h30

No último domingo (11/10), um avião modelo L-410, caiu na cidade de Menzelinsk, na Rússia às 9h23 (3h23 no horário de Brasília). O avião estava com 22 pessoas a bordo no momento da queda, segundo o serviços de emergência e da agência de notícias RIA, 16 pessoas foram encontradas mortas e 6 ficaram feridas.

Os feridos foram internados em um hospital local e estão em estado grave, de acordo com o Ministro de Saúde Russo. A princípio, havia sido noticiado que o acidente tinha deixado 19 vítimas, mas a informação foi retificada logo após.


Após a quedado avião, socorristas trabalham no local. (Foto: Ministério de Emergências da Rússia/Via Reuters)


De acordo com o Ministério de Emergências, 20 paraquedistas estavam a bordo, bem como 2 tripulantes que comandavam o voo. Autoridades locais informaram que 20 minutos após a decolagem, a tripulação constatou uma falha no motor. Imagens transmitidas pelo ministério russo revelam que o aparelho foi partido em dois, com o impacto da queda.

"Quando estavam a 70 metros de altitude, os pilotos relataram que um motor da esquerda havia parado de funcionar e pediram um pouso de emergência", disse o instrutor do clube aeroespacial local, Oleg Chiporov ao canal público Rossia 24.

https://lorena.r7.com/post/Distribuicao-gratuita-de-absorventes-e-vetada-por-Bolsonaro

https://lorena.r7.com/post/Medicos-da-Prevent-Senior-relatam-inseguranca-apos-denuncia-ser-divulgada

https://lorena.r7.com/post/Os-Sete-Maridos-de-Evelyn-Hugo-volta-ao-topo-dos-livros-mais-vendidos-no-Brasil

Segundo a agência de notícias Interfax, a aeronave pertencia a um clube local da DOSAAF, uma organização paramilitar e sociedade voluntária que presta assistência ao Exército, Aviação e Marinha.

Apesar da aviação russa ter aprimorado a segurança nos últimos anos, acidentes têm sido recorrentes, principalmente em regiões remotas envolvendo aviões envelhecidos. No final do mês de setembro, uma aeronave de transporte Antonov An-26, caiu no extremo oriente da Rússia deixando seis vítimas. Outro acidente recente, ocorreu em julho com um turboélice bimotor Antonov An-26, deixando vinte e oito mortos na península de Kamchatka, no extremo leste do país.

O comitê de investigação russo informou que uma investigação foi aberta para investigar sobre a violação de regras de segurança e operação de transporte aéreo no local.

 

Foto destaque: Ministério das Emergências da Rússia/via Reuters

Deixe um comentário