Esportes

Perdas inesperadas: Ligas europeias não liberam jogadores a seleção brasileira

A Premier League e a La Liga decidiram de forma unanime não liberar os jogadores convocados para países considerados de risco se tratando da covid-19. Brasil sofre perdas inesperadas e perde 11 jogadores por conta de decisão.

3 min de leitura
27 Ago 2021 - 10h44 | Atulizado em 27 Ago 2021 - 10h44

A Premier League, organizadora do Campeonato Inglês, e a La Liga, entidade regulamentadora do Campeonato Espanhol anunciaram na terça-feira, dia 24, que todas as equipes que disputam as competições citadas não irão liberar os jogadores convocados para suas seleções para os jogos válidos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar. Segundo reportado, a decisão foi tomada de forma unânime.

 

Na Premier League a decisão de não liberar os atletas vale apenas para as partidas que serão em países que constam na chamada “lista vermelha” do Reino Unido, que contém as nações que são classificadas como de risco quando falamos da pandemia da covid-19. Para os jogadores que voltam de lugares que compõem a lista, o país exige que seja cumprida uma quarentena de dez dias. Sendo assim, fazendo que para quem fosse jogar pela seleção, seria baixa em partidas do Campeonato Inglês. Além disso, a liga do campeonato diz que com a quarentena que deve ser cumprida, não só o bem-estar, mas também a condição física seriam impactadas negativamente.

 

“Extensas discussões foram realizadas com a federação de futebol inglês (FA) e o governo para encontrar uma solução, mas por causa das preocupações com a saúde pública no que diz respeito a viajantes oriundos de países da lista vermelha, nenhuma exceção foi garantida.”, disse a Premier League, em nota oficial.


Fabinho, Firmino e Alisson são três dos 11 jogadores que o Brasil não poderá contar. Foto/Reprodução/Phil Noble/ReutersFabinho, Firmino e Alisson são três dos 11 jogadores que o Brasil não poderá contar (Foto: Reprodução/Phil Noble/Reuters)


A La Liga questiona a “grave decisão unilateral" da Fifa em aumentar de nove para 11 dias o período dos jogos das Eliminatórias da América do Sul. Lembrando que a decisão de ampliar os dias foi devido as rodadas  que seriam disputadas em março de 2021 serem adiadas por conta da pandemia, fazendo com que as partidas fossem remanejadas para setembro e outubro, se tornando uma rodada tripla e aumentando a ausência dos jogadores em seus respectivos clubes.


Com a decisão da La Liga, Casemiro e Militão não estarão com a seleção brasileira. Foto/Reproducção/EFE

Com a decisão da La Liga, Casemiro e Militão não estarão com a seleção brasileira (Foto: Reproducção/EFE)


Para o Brasil, a decisão afetaria nas convocações de 11 jogadores para as partidas contra Chile, Argentina e Peru entre os dias 2 e 9 de setembro. A CBF mantém segurança de que irá contar com todos os convocados à disposição a partir do dia 29, domingo. A segurança da entidade se baseia na carta encaminhada pela Fifa à Conmebol onde assegurava a liberação dos convocados com a queda da quarentena obrigatória. Vale lembrar que durante a pandemia, os clubes ingleses já tentaram evitar as convocações, porém nunca tiveram sucesso.

 

https://lorena.r7.com/post/Nike-Space-Jam-investimentos-Entenda-a-fortuna-do-astro-LeBron-James

 

https://lorena.r7.com/colunista/Andre-Luiz/post/Caso-Cristiano-Ronaldo-Agente-do-craque-se-encontra-com-dirigentes-da-Juventus

 

https://lorena.r7.com/colunista/Andre-Luiz/post/Com-desfalques-importantes-Flamengo-empata-fora-de-casa

 

O Brasil é líder das Eliminatórias com 100% de aproveitamento em seis jogos. A partida contra o Chile, na próxima quinta-feira, dia 2, será em Santiago. Já a reedição da final da Copa América, contra a Argentina, no próximo domingo, dia 5, será na Neo Quimica Arena,em São Paulo, e a partida contra a seleção do Peru será dia 9, na Arena Pernambuco, em Recife.

 

Os convocados que seriam afetados:

 

Goleiros: Ederson (Manchester City) e Alisson (Liverpool)

Zagueiros: Eder Militão (Real Madrid) e Thiago Silva (Chelsea)

Meio-campistas: Casemiro (Real Madrid), Fabinho (Liverpool) e Fred (Manchester United)

Atacantes: Roberto Firmino (Liverpool), Gabriel Jesus (Manchester City), Raphinha (Leeds United) e Richarlison (Everton)

 

 

 


Foto destaque:  Perdas inesperadas: Ligas europeias não liberam jogadores a seleção brasileira. Reprodução/Igo Estrela/Metrópoles.

Deixe um comentário