Celebridades

O rapper sino-canadense Kris Wu foi preso na China devido acusação de estupro

O rapper sino-canadense Kris Wu foi preso na China devido acusação de estupro. O cantor está sendo acusado de ter abusado sexualmente de uma estudante enquanto era menor de idade.

3 min de leitura
01 Ago 2021 - 20h30 | Atulizado em 01 Ago 2021 - 20h30

O rapper sino–canadense Kris Wu, ex- integrante do grupo K-pop Exo, foi preso no último sábado (31), na China devido uma acusação de estupro. A estudante Du Meizhu, de 19 anos, acusou o cantor de tê-la estuprado enquanto estava inconsciente após ter ingerido bebida alcoólica. De acordo com a estudante, o crime ocorreu enquanto ela era menor de idade e o mesmo ocorreu com outras garotas.

Segundo a estudante: “ A gerente Feng me convidou para fazer um teste e disse que só nos encontraríamos para um bate-papo. Ela já havia me convidado várias vezes antes. Não suspeitei porque ela era mulher. Só quando cheguei percebi que era uma festa. Disse a eles que não tolerava álcool, mas os convidados me obrigaram a beber”. Segundo a possível vítima, ela foi levada para o quarto do cantor após sentir-se enjoada devido ao consumo de bebida alcoólica.

A polícia do distrito de Chaoyang de Pequim confirmou a prisão através das redes sociais: “Em resposta a relatos da internet que de ‘Wu Xfan teria repetidamente enganado mulheres jovens para fazer sexo’ e outras questões relacionadas, após investigações policiais, Wu Xfan (homem, 30 anos, canadense) foi detido pela suspeita de crime de estupro, de acordo com a lei”.


 

Kris Wu ex-integrante do grupo K-pop Exo. Reprodução/Divulgação


Segundo comunicado emitido pela polícia de Pequim, a estudante Du Meizhu foi convidada pelo agente de Kris Wu a comparecer na residência do cantor no dia 5 de dezembro com o objetivo de participar de uma seleção para um videoclipe. Naquela noite o cantor e a estudante, que na época tinha 17 anos, tiveram relação sexual e em 8 de dezembro Kris Wu fez uma transferência de 32.000 yuans (25 mil reais) para que a jovem pudesse fazer compras onlines. Após esse período a jovem e o cantor mantiveram contato pela plataforma chinesa de mensagens Wechat até o mês de Abril.

https://lorena.r7.com/post/Giovanna-Ewbank-faz-selfies-lindas-com-Titi-e-se-declara-para-filha-meu-amor-minha-best

https://lorena.r7.com/post/Apos-Scarlett-Johansson-Emily-Blunt-tambem-esta-considerando-processar-a-Disney

https://lorena.r7.com/post/Giovani-cantor-da-dupla-sertaneja-com-Gian-sofre-acidente-e-comenta-Use-o-cinto-de-seguranca-realmente-salvou-nossas-vidas

 

O cantor Kris Wu fez um pronunciamento negando todas as acusações: “Não respondi anteriormente porque não queria interferir no andamento do processo legal, mas não esperava que meu silêncio levasse a ataques mais intensos daqueles que estão espalhando boatos. Eu alcancei meu limite!”.  Segundo o cantor: “Eu só vi a Srta. Du uma vez, em uma reunião com amigos em 5 de dezembro de 2020. Eu não a forcei  a beber , não tirei seu telefone, e nenhum dos ‘detalhes’ que ela descreveu aconteceu. Muitas pessoas no encontro confirmaram isso! Lamento ter causado transtornos a todos”.

De acordo com o artista: “Nada de ‘estupro após sedução’, ‘estupro usando drogas de estupro’! Nada de ‘menores’! Se houve tais ações, por favor, não se preocupe, eu mesmo irei para a prisão!! Assumo a responsabilidade legal pelas minhas palavras acima!!

Segundo a China Women’s News: “por mais deslumbrante que seja a estrela, por mais famosa que seja, não há privilégio” e complementou “ Ninguém pode estar acima da lei da China! Se houver suspeitas de atos ilegais eles devem ser investigados e punidos”.

(Foto destaque: O rapper sino- canadense Kris Wu foi preso na China devido acusação de estupro. Reprodução/Instagram)

Deixe um comentário