Money

O número de milionários cresce na pandemia

É abordado nesta matéria um assunto que muitos desconhecem, enquanto a pandemia trouxe uma queda financeira para muitos, ao mesmo tempo trouxe um crescimento na economia considerável para outros, aumentando o número de milionários.

3 min de leitura
10 Ago 2021 - 21h47 | Atulizado em 10 Ago 2021 - 21h47

Louis Vuitton é a marca mais valiosa do mundo segundo o Grupo Kantar e vem crescendo mais a cada ano. Segundo a empresa de análise de dados, a mesma foi avaliada em US$ 75 bilhões, em 2020, ultrapassando quase US$ 30 bilhões da segunda maior marca de luxo, a Chanel, avaliada em US$ 47 bilhões. Foi dado à companhia o nome de seu fundador que este mês completaria 200 anos, Louis Vuitton foi um fabricante de malas e bolsas na segunda metade do século XIX e em 1854 fundou a LV em Paris.


                                   

                                                                    (Foto destaque: Fachada da loja Louis Vuitton. Reprodução/Pixabay).


A empresa se tornou propriedade da LVMH Moet Hennessey Louis Vuitton, uma corporação de luxo que monitora cerca de 75 marcas incluindo Bulgari e Christian Dior o conglomerado LVMH teve nos primeiros seis meses deste ano um crescimento de 56% em relação ao mesmo período de 2020 e 14% em comparação a 2019.

Por conta da pandemia causada pela Covid-19 os consumidores de luxo se encontram ansiosos para gastar o dinheiro economizado durante o isolamento social, por esse motivo o setor de moda com artigos de couro cresceu muito com um aumento considerável de 81% em relação a 2020 e 38% em relação a 2019 gerando uma receita recorde de US$ 16,4 bilhões no primeiro semestre deste ano.

Para muitas pessoas este período não foi prejudicial econômicamente fazendo com que tenhamos agora 1% da população global considerada milionária (em doláres).

Em 2019 os Estados Unidos apresentou uma renda pessoal de em média US$14.882 o maior registro até aquele momento, em 2020 tiveram um aumento considerável novamente, possívelmente por conta da quarentena, que impediu as familias de saírem para ter algum tipo de lazer.

https://lorena.r7.com/post/Kanye-West-faz-mais-uma-grandiosa-audicao-mas-ainda-nao-lanca-o-album-Donda

https://lorena.r7.com/post/Fiuk-causa-climao-nas-gravacoes-do-Lady-Night

https://lorena.r7.com/post/Venezuela-cortara-cerca-de-seis-zeros-em-sua-moeda-para-evitar-o-aumento-da-inflacao

Segundo o Credit Suisse em todas as dez principais economias do mundo, das quais o Brasil não faz parte, o número de milionários aumentou entre 2019 e 2020, contando com mais 5,2 milhões de novos milionários, os EUA foi o país que contou a maior adição de milionários (1,7 milhões) vindo em seguida a Alemanha com 633 mil e Austrália com 392 mil, a tendência destes números é aumentar por conta da confiança do consumidor norte americano beneficiando as vendas do mercado de luxo pelo mundo.

 

Deixe um comentário