Cinema/TV

No aniversário de 26 anos de Timothée Chalamet, relembre a trajetória do ator

Timothée Chalamet fez aniversário hoje (27), completando seus 26 anos. Relembre a trajetória da carreira do ator que está em evidência no cenário cinematográfico.

3 min de leitura
27 Dez 2021 - 23h49 | Atulizado em 27 Dez 2021 - 23h49

Em 27 de dezembro do ano de 1995 nascia um dos jovens veteranos mais requisitados de sua geração em Hollywood, o franco-americano Timothée Chalamet. ‘Timmy’, como é carinhosamente chamado por seus fãs, nasceu em Nova York e, há cerca de 4 anos, está em ascensão meteórica no mercado do audiovisual, interpretando de caricaturas exóticas até reis. Em seu aniversário de 26 anos, relembre a trajetória de sua carreira e seus principais personagens.

Filho de uma ex-dançarina da Broadway, a americana Nicole Flender, e do editor da UNICEF e então correspondente do jornal Le Parisien, o francês Marc Chalamet, Timothée cresceu em um amibiente propício para o artista que mais tarde, se tornaria. Quando criança, o pequeno Timmy passava os verões na casa da avó, em uma pequena cidade na França. Lá foi onde Chalamet teve suas primeiras noções de carreira.


Timothée Chalamet  para Document Journal (Fotos: Reprodução/Document Journal)


Ainda na adolescência, estudou na conceituada Fiorello H. LaGuardia High School of Music & Art and Performing Arts, onde teve sua formação artística e abandonou de vez a ideia antiga de ser um jogador de futebol, para entender que seu caminho era, de fato, na atuação.

Início da carreira:

Logo no início de sua trajetória profissional, Timothée desempenhou pequenos papéis em séries e curtas-metragens como em um episódio da célebre ‘Law & Order’. Seu primeiro destaque, no entanto, se deu na peça ‘The Talls’, recebendo críticas positivas.

Conquistando seu espaço, ele começou a caminhar em direção à Hollywood. Esteve nas séries ‘Royal Pains’ e ‘Homeland’. Fez uma ponta no filme ‘Homens, Mulheres e Filhos’, com Adam Sandler e logo após realizou o papel do jovem Tom, que em sua fase adulta foi interpretado pelo ator Casey Affleck, em ‘Interestelar’, ficção científica dirigida por Christopher Nolan. Após isso, ainda fez papéis em filmes menos conhecidos (‘One and Two’, ‘Traumas de Infância’, ‘O Natal dos Coopers’ e ‘Miss Stevens’).

Ascenção e conhecimento do público:

Mesmo após tais experiências, 2017 foi o ano que trouxe o rosto e o talento de Timothée para o conhecimento e aprovação geral do público e da crítica. Ao lado de Armie Hammer, Chalamet interpretou o jovem Elio Perlman, que se apaixona pelo orientando de seu pai, o universitário Oliver, em “Call Me By Your Name”, indicado à 4 categorias do Oscar 2018, levando a de “Melhor Roteiro Adaptado”.

Desde então, o franco-americano não saiu mais de evidência. Fez alguns papéis de coadjuvante, como em “Lady Bird: A Hora de Voar”, mas provou que seu lugar é no protagonismo.

Nome de peso em Hollywood:

Em 2018, viveu Nic Sheff no drama baseado em fatos reais “Beautiful Boy”, mostrando as reais faces da dependência química. Já em 2019, deu vida ao rei Henrique V, em “The King”, uma adaptação de peças de "Henriad", de William Shakespeare, ao lado de nomes como o de Robert Pattinson. Ainda durante o mesmo ano, atuou em “Little Woman” e em “A Rainy Day in New York”, fazendo par romântico com Selena Gomez em uma leve comédia romântica.










Timothée Chalamet em 'Call me By Your Name', 'A Rain Day in New York', 'The King', 'Dune', 'The Frech Dispatch', 'Don't Look Up' e 'Wonka' (Fotos: Reprodução/Twitter)


Novos desafios:

O ano de 2021 trouxe ainda mais bagagem profissional a Chalamet. Em “Duna”, adaptação cinematográfica da ficção científica homônima de Frank Herbert, o ator deu vida a Paul Atreides, o herdeiro do duque Leto Atreides (Oscar Isaac).

Quando Leto assume o comando do perigoso planeta desértico de Arrakis, cuja única substância valiosa era as chamadas “iguarias”, drogas prolongam a vida humana e fornecem níveis acelerados de pensamento, Atreides sabia que poderia correr risco de uma emboscada.

Ao perder o pai, o jovem Paul e sua mãe vão em busca dos Framen, nativos de Arrakis que vivem nos confins do deserto. O filme foi sucesso de bilheteria e garantiu a Timothée ser conhecido por outros públicos. Sua continuação já foi confirmada, sob a direção, novamente, de Denis Villeneuve.

Timothée Chalamet é capa da revista TIME, onde fala sobre sua carreira e vida pessoal

Timothée Chalamet e Zendaya falam um pouco sobre 'Duna: Parte 2'

Elenco original de ‘Willy Wonka e a Fábrica de Chocolate’ comenta sobre Timothée Chalamet no papel de Wonka


Além de “Duna”, Chalamet emplacou em “The French Dispatch” como o revolucionário Zeffirelli e também faz parte do elenco premiado de “Don’t Look Up”, da Netflix.

Como se não bastasse, o ator ainda está durante as gravações da prequela de Wonka, onde dará vida, através de uma produção musical, a um dos mais emblemáticos personagens do cinema, Willy Wonka, durante sua juventude, antes sequer de ser dono da Fábrica de Chocolate. A obra ainda não possui uma data confirmada para o seu lançamento.

Foto destaque: Timothée Chalamet para a ‘Documet Journal’. Reprodução/Document Journal

Deixe um comentário