Saúde

Ministério da Saúde autoriza dose de reforço contra covid-19 para adultos a partir de 18 anos

Ministério da Saúde autoriza dose de reforço para maiores de 18 anos. O intervalo entre a segunda dose e a dose de reforço contra a covid-19 foi reduzido de seis para cinco meses.

3 min de leitura
16 Nov 2021 - 13h23 | Atulizado em 16 Nov 2021 - 13h23

O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira, 16, que a próxima etapa de imunização contra a covid-19 será a expansão da dose de reforço para toda a população adulta a partir de 18 anos. Anteriormente, a dose extra era autorizada para pessoas acima de 60 anos, profissionais de saúde e imunossuprimidos.

“Graças às informações que temos dos estudos científicos, nós decidimos ampliar a dose de reforço para todos acima de 18 anos que tenham tomado a segunda dose há mais de cinco meses”, afirmou Marcelo Queiroga. Também foi autorizada a redução do intervalo para a aplicação da terceira dose contra a covid-19. O tempo para aplicação foi reduzido em um mês: De seis meses, para cinco. O ministro também relatou que não será divulgado um calendário de vacinação de acordo com a faixa etária. “Acima de cinco meses da segunda dose, independentemente da idade, já se pode buscar a sala de imunização”, completa o ministro.


 

 Ilustração representando o índice elevado de imunização no país. (Foto: Reprodução/ IStock)


Além disto, Marcelo Queiroga aconselha que a população tome uma vacina diferente da vacina utilizada nas doses anteriores do esquema vacinal. “É preferencial que a dose adicional seja com uma vacina diferente. No Brasil usamos a Pfizer, mas em um eventual desabastecimento pode ser usada outra plataforma”, assegura Marcelo.

Casos que à princípio havia suspeita do mal da vaca louca no RJ não possuem relação com consumo de carne

Atividade física pode prevenir e ajudar no tratamento de diabetes

Covid-19: Alerta vermelha na Alemanha

O Ministério da Saúde também informou que aproximadamente 21 milhões de brasileiros necessitam ir aos postos de imunização para a aplicação da segunda dose contra a doença. Até o momento, o Brasil possui 59,75% da população devidamente imunizada. O montante representa 127,85 milhões de brasileiros vacinados contra o novo coronavírus.

 Foto Destaque: Vacinação contra a covid-19. Reprodução/ IStock

 

 

Deixe um comentário