Saúde

Membros da CTAI-COVID pedem ao Ministério da Saúde regras para imunização de crianças

Membros da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização da Covid-19 (CTAI-COVID) enviam pedido ao Ministério da Saúde, cobrando regras para imunização em crianças.

3 min de leitura
20 Dez 2021 - 21h15 | Atualizado em 20 Dez 2021 - 21h15

Uma nota técnica foi divulgada no último sábado (18) com um importante pedido da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização da Covid-19 (CTAI-COVID) endereçada especificamente ao Ministério da Saúde.  Trata-se de um pedido para que sejam definidas regras de vacinação para crianças no Brasil. Além disso, a carta técnica diz que a regulamentação seja pensada o mais rápido possível para essa faixa etária.


As crianças também são afetadas pela Covid-19. (Foto: Reprodução/Getty Images/SolStock)


Membros especialistas da câmara  aguardam um posicionamento favorável da Saúde, de forma que aceitem o parecer da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que manifestou autorização, desde o dia 16 de novembro, a aplicação do imunizante da Pfizer contra Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. Um trecho da nota pública divulgada deixou claro o parecer do membro da  CTAI COVID-19 a respeito do tema.

Tendo em vista o recente parecer favorável por parte da ANVISA em relação ao pedido de autorização para aplicação da vacina desenvolvida pela fabricante Pfizer na população pediátrica entre 5 e 11 anos de idade no Brasil, a CTAI COVID-19 manifestou-se unanimemente favorável à sua incorporação na campanha nacional de vacinação, em reunião ordinária realizada no dia 17 de dezembro de 2021”. A carta ainda traz os números da COVID-19 no Brasil para embasar parte da sua conclusão e reforça o parecer direcionado à pasta.

Anvisa autoriza Pfizer a vacinar crianças a partir de 5 anos (r7.com)

Escabiose: como descobrir e tratar a sarna humana? (r7.com)

Verão: conheça os sucos funcionais que estão em alta (r7.com)


Diante do exposto, a CTAI COVID-19 espera que o Ministério da Saúde acate o posicionamento obtido por unanimidade e defina as estratégias para a operacionalização mais adequada da vacinação desse grupo etário, a fim de alcançar a maior cobertura, no menor tempo possível”.

A CTAI-Covid-19 é composto por representantes das sociedades brasileiras de Imunizações (SBIm), Geriatria e Gerontologia (SBGG), Infectologia (SBI), Pediatria (SBP) e Reumatologia (SBR); participantes da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), Conass, Conasems, Instituto Butantan, Bio-Manguinhos/Fiocruz, especialistas ad-hoc com vasta experiência em campanha/s de vacinação e/ou atenção em saúde.

 

Foto Destaque: Vacinação em crianças de 5 a 11 anos. Reprodução/Getty Images/SolStock.

Deixe um comentário