Moda

Marca Carolina Herrera completa 40 anos: 'Vestir-se é uma experiência mágica'

Carolina Herrera lançou, na última semana da moda de Nova York, sua coleção de verão 2022, em comemoração aos 40 anos da marca, apostando em combinações ousadas.

3 min de leitura
03 Nov 2021 - 20h00 | Atualizado em 03 Nov 2021 - 20h00

Nascido em Atlanta, o diretor criativo da Carolina Herrera, Wes Gordon, diz que tenta oferecer roupas que não são chatas, pois já existem muitas coisas simples no mundo. “Fosse um vestido de noiva ou um vestido de noite, uma mulher recorria a sra. Herrera para uma peça de roupa que iria marcar uma ocasião especial em sua vida, onde ela seria inesquecível. Meu objetivo é pegar essa magia e aplicá-la em itens que você pode usar no dia a dia. E, com eles, transformar cada momento em uma ocasião especial”, diz.

 

Desde 2018, quando sra. Herrera se aposentou do cargo e assumiu a função de embaixadora global da grife, que atualmente pertence ao grupo Puig, Gordon assumiu a frente da marca. Desde então, se tornou expert em traduzir o universo elegante e glamouroso da marca para o século 21, fazendo algo único em cada criação. Há três anos, Carolina Herrera vem se tornando mais leve, divertida e fácil, comemorando nesse estilo, os 40 anos, que foram celebrados com o desfile de verão 2022, exibido na semana da moda de Nova York, que aconteceu no mês passado.


Coleção de verão 2022 - Carolina Herrera. Foto: Reprodução / Vogue Globo.


Na antiga mansão projetada por Ogden Codman Jr., de 1913, Wes apostou na combinação de camisa de grife na cor branca com bermuda, além de ter adicionado mangas bufantes em um trench coat. Segundo o diretor criativo, “Nada é simples. Sempre há um detalhe fabuloso na manga de uma camisa de algodão. Há sempre algo que dá sabor e tempero, que a torna diferente das outras peças”.

 

No começo deste ano, Wes recebeu uma mensagem de uma mulher que limpou o apartamento de seu irmão que havia falecido, pelo Instagram. O homem em questão foi designer da marca Carolina Herrera no começo dos anos 80 e havia guardado álbuns da época, que eram sobre o desenvolvimento da primeira coleção de verão da marca, para 1983.

 

 

https://lorena.r7.com/post/Primeira-edicao-do-Fashion-Week-de-MS-atrai-as-atencoes-e-o-gera-mais-de-600-empregos

https://lorena.r7.com/post/Modelo-da-Chanel-Mari-Beltrame-assume-novo-empreendimento-voltado-a-praticas-de-yoga-e-autoconhecimento

https://lorena.r7.com/post/Marcas-de-luxo-lancam-colecoes-de-Halloween

 

“Foi mágico como isso aconteceu justamente esse ano. Era uma coleção cheia de listras, babados, cores, drama e glamour, coisas que se transformaram na identidade da casa. Ele acabou se tornando uma inspiração para o nosso desfile do 40º aniversário”. Apesar de tudo, as referências foram o ponto de partida, já que há a necessidade de se criar algo novo e moderno.

 

O estilista acredita que a moda pós-pandemia será lembrada por uma celebração marcante. “Durante a semana da moda de Nova York, as grifes fizeram um trabalho muito bom em festejar o otimismo e a esperança, ao mesmo tempo que mantiveram fiéis ao que são e o que as torna únicas."

 

 

FOTO DESTAQUE: MODELO VESTINDO PEÇA DA COLEÇÃO DE VERÃO 2022 DA MARCA CAROLINA HERRERA. FOTO: REPRODUÇÃO/ VOGUE GLOBO

Deixe um comentário