Música

Lil Nas X é eleito ‘Homem do Ano’ pela revista GQ Espanha

Lil Nas X, capa da GQ Espanha do mês, foi nomeado como o Homem do Ano pela revista. Em entrevista, o rapper aborda assuntos como sobre sua colocação no cenário, amor e sexualidade.

3 min de leitura
15 Nov 2021 - 17h04 | Atualizado em 15 Nov 2021 - 17h04

O rapper Lil Nas X está construindo uma carreira meteórica. Com seu primeiro grande hit estourando no ano de 2019, Montero (seu nome de batismo que também nomeia seu álbum de estreia) se torna cada vez mais um jovem veterano nos cenários do rap e do pop. Capa da GQ Espanha desse mês, Lil foi nomeado como o Homem do Ano pela revista e aborda diversos temas em entrevista.

Com uma manchete forte, “Lil Nas X está no lugar certo na hora certa”, a entrevista ganha seu rumo. “Há uma nova era de celebridades, e não acho que muitas pessoas se sintam confortáveis ​​com isso. Mas acho ótimo. Eu sinto que está derrubando as paredes. Eu sinto que qualquer pessoa pode ser uma celebridade. Eu sei que muitas pessoas veem isso como uma coisa ruim, mas as pessoas têm que trabalhar mais duro para permanecer neste lugar.” começou o astro sobre sentir-se diminuído no mercado da música.

Lil Nas X lança seu primeiro álbum, ‘Montero’, e clipe do single ‘Thats What I Want’

VMA 2021: Lil Nas X faz história ao performar ‘Industry Baby’ ao lado de Jack Harlow

Lil Nas X fala sobre ‘Euphoria’, relacionamento e muito mais em entrevista


 

Nas também falou sobre, hoje, competir com rappers que são seus ídolos, como Drake, um dos mais badalados nomes do rap atual: “Ninguém pensou que eu estaria aqui. Todo mundo estava tipo, “um hit isso, um hit aquilo”. E agora é incrível que meu concorrente fosse Drake.” “Drake, com este álbum enorme e o maior número de vendas na primeira semana do ano. Além disso, Drake é meu ídolo. Existem muitas outras vitórias para serem aborrecidos.”


Lil Nas X na capa da GQ Espanha, eleito como o Homem do Ano (Foto: Reprodução/GQ)


Embora “MONTERO” conte com parcerias com grandes nomes do estilo, como Doja Cat, Megan Thee Stallion e Jack Harlow, além de Miley Cyrus e Elton John, dois artistas não toparam participar do projeto, que é cogitado como um dos fortes concorrentes ao Grammy de Álbum do Ano. “Normalmente não peço recursos como esse. Mas para cada recurso que eu pedi neste álbum, tipo, cada um deles funcionou ... exceto Drake e Nicki [Minaj].” Questionado pelo entrevistador sobre quais faixas tinha tal ambição, ele ressaltou: “Eu não perguntei a eles diretamente. Eu queria Nicki em “Industry Baby” e Drake em “Dolla Sign Slime,” com Megan [Thee Stallion]. Sim, mas você sabe, eu sinto que as coisas sempre dão certo. Jack Harlow acabou sendo, tipo, a melhor opção. Não tenho certeza de como Nicki se sentiria confortável com aquele vídeo ou algo assim.”


Lil Nas X para a GQ Espanha (Foto: Reprodução/GQ)


Sobre o amor, Lil afirma que não é uma prioridade no momento. Ele recentemente esteve com um de seus dançarinos, Yai Ariza, com quem contracena em um de seus clipes mais ousados, “That What I Want”. “Na verdade, comecei a namorar meu último namorado no ano passado, com quem ainda estou muito bem. Eu o amo até a morte. Ele é o melhor. Acho que foi o relacionamento mais sério que já tive.” Indagado sobre o que teria acontecido, ele continuou: “É uma responsabilidade. Há muito tempo desejo alguém e desejo alguém para amar, mas é uma responsabilidade real. E você tem que dar a essa pessoa seu tempo. E gosto de desaparecer por uma semana para me concentrar ... não falar com ninguém e me concentrar em mim mesma. E estou mais apaixonado pelo que faço do que pelas pessoas.” “Às vezes, quando você fica triste ou sei lá o quê, você só quer ir com alguém e acariciar, beijar e abraçar. E eu adoro fazer isso. Mas, no final das contas, sinto que cheguei a um lugar onde tenho amor suficiente por mim para poder me concentrar em mim mesmo. E quando chegar a hora [do amor], não vou forçar nem nada. Haverá alguém e direi: "Ok, quero tornar essa pessoa uma prioridade". concluiu.


Lil Nas X para a GQ Espanha (Foto: Reprodução/GQ)


Montero também contou seus medos acerca de ser um homem abertamente gay. “Foi muita ansiedade. Tipo, eu literalmente me senti como, Oh, meu Deus, isso é como uma armação. E vou morrer logo. Estava muito mais escuro na minha cabeça do que as pessoas provavelmente estavam vendo. E também foi tipo, Droga, tenho trabalhado muito, tipo não dormir, e acabei de chegar à indústria da música, e isso vai estragar tudo para mim.”


Lil Nas X para a GQ Espanha (Foto: Reprodução/GQ)


Sobre a homofobia enraizada no rap, assim como ao redor de outras camadas da indústria musical, mais especificamente, sobre os comentários de DaBaby, Lil afirmou sentir muito por ele. "Não vou mentir para você, mas sinto muito por DaBaby. Espero que ele aprenda algo com isso. EU realmente espero. Mas eu não sei. O quadro geral é muito hiper-masculino." começou Mont, como é chamado. “Eu sinto que os rappers que estão chegando e os atuais vão ter que reformular seus pensamentos. A mudança está acontecendo. Haverá muitos rappers LGBTQ+ daqui a 10 anos e tudo o que estou fazendo nem vai ser tão chocante", finalizou ele.

Foto destaque: Lil Nas X para a GQ Espanha. Reprodução/GQ

 

Deixe um comentário