Música

Lil Nas X fala sobre ‘Euphoria’, relacionamento e muito mais em entrevista

Lil Nas X é a capa da revista Variety no mês de agosto, e o rapper falou sobre diversos assuntos em uma entrevista exclusiva para a revista, desde relacionamento, até um papel negado em Euphoria.

3 min de leitura
13 Ago 2021 - 22h45 | Atulizado em 13 Ago 2021 - 22h45

Lil Nas X é O nome do rap atual! Somando mais de 52 milhões de ouvintes mensais no Spotify, Montero Lamar Hill, nome de batismo de Nas, é o rapper mais ouvido do mundo, ultrapassando DaBaby na plataforma. Com 20 anos, o norte-americano se tornou um estouro com o lançamento de “Old Town Road” no ano de 2019, e desde então, Lil passou por mudanças necessárias para que se tornasse o grande artista que se revelou ser.

Hoje, com 22 anos, gay assumido, dono de uma personalidade cativante e com bilhares de streams na conta, o cantor é capa da edição de agosto da Variety, e em entrevista, Lil falou desde as expectativas para seu álbum debut, passando por papel em série famosa, a homofobia no cenário musical, entre outros diversos assuntos que encarou sem papas na língua.


 

Lil Nas X para a revista Variety (Divulgação/Variety)


Em 2020, Nas X fez um pequeno hiato antes de retornar com o tão polêmico single “Montero (Call Me By Your Name)”, e o clipe e letra ousados refletem a maior liberdade e identificação que o astro atinge agora. “Honestamente, acredito que a pandemia me ajudou a sair da ideia de tentar agradar a todos e da ideia de 'Ele é um gay legal; ele é uma pessoa gay aceitável '”, diz. “Eu costumava ver coisas assim como um elogio, mas não é. Significa apenas que você agrada as pessoas, e elas nunca se tornam lendas. Eu queria ser ainda mais autêntico na minha música e deixar as pessoas entrarem na minha vida. Estou muito mais confiante agora - na minha música, em mim mesmo, na minha sexualidade, nas coisas que acredito que defendo.”.

Elton John, também em entrevista à Variety, citou o caso recente em que o rapper DaBaby, com quem Lil tem um feat, atribuiu comentários homofóbicos e sorofóbicos à comunidade LGBTQIA+, e sobre isso, Nas preferiu se conter: “A verdade é que não quero falar muito sobre a homofobia dentro do rap porque sinto que este é um campo de jogo muito perigoso”, diz ele. “É mais para minha própria segurança do que qualquer outra coisa”.


 

Lil Nas X jogando "Isso ou aquilo" para a revista Variety (Reprodução/Youtube)


Ainda, questionado sobre insegurança com o assunto, o cantor prosseguiu: “Sim, muitas vezes, com certeza”, diz. “Especialmente depois de ['Montero']. Literalmente, houve alguém que perseguiu meu carro alguns dias depois que o vídeo foi lançado, gritando: 'F*da-se!' ou alguma coisa. E foi então que comecei a conseguir segurança. Eu sinto que não pode ser uma coincidência”.

Lil também falou sobre atuação. O astro recusou um papel em uma série de grande sucesso entre os jovens para dedicar-se 100% ao seu primeiro álbum.  “Eu ia fazer 'Euphoria', mas não queria perder tempo terminando meu álbum”, disse Nas sobre o drama teen da HBO, que tem Zendaya em seu elenco principal. “Definitivamente, quero começar a atuar, mas sinto que tenho que dar tudo de mim e quero me concentrar na música agora. Quero que meu primeiro filme seja incrível.”.

Apesar de ser dono de hits ousados, “Sun Goes Down” foi uma aposta sincera e íntima de Montero. Tanto na letra quanto no clipe, Lil expõe cicatrizes de seu passado, como o racismo e a não-aceitação. Sobre a faixa extremamente pessoal, o cantor comentou “absolutamente sou eu”, começou ele.


Lil Nas X lança clipe de 'Sun Goes Down', onde visita sua adolescência

Fuga em grande estilo: Lil Nas X lança clipe de ‘Industry Baby', seu novo single em parceria com Jack Harlow

Lil Nas X anuncia seu novo single, “Sun Goes Down”


“Meu cabelo não era tão loiro [como no vídeo], mas todo o resto é bem preciso. Foi uma pequena amostra da minha experiência no colégio, me sentindo um estranho e como se eu realmente não me encaixasse em nenhuma panelinha, ou tentando me encaixar nas erradas para me sentir aceito: os caras durões, os palhaços - embora eu definitivamente era um palhaço da classe - as pessoas populares que tinham sapatos melhores e outros enfeites...e, claro, homens heterossexuais.”.

O coração do rapper também está em um bom momento. “Eu tive alguns namorados bons e alguns ruins. Muitos deles estavam emocionalmente indisponíveis ou tinham muita insegurança e outros enfeites. Mas eu encontrei alguém especial agora”, ele compartilha. “Eu acho que é esse. Não consigo explicar - é apenas um sentimento.”

Seus três sucessos estrondosos de 2021, respectivamente “Montero”, “Sun Goes Down” e “Industry Baby” são uma amostra do que Lil tem a exibir em seu álbum de estreia, intitulado como “Montero”, que ainda não possui uma data fixa para seu lançamento, mas o rapper pretende lançá-lo ainda durante esse ano.

(Foto destaque: Lil Nas X para a revista Variety. Reprodução/Instagram)

 

 

 

 

 

Deixe um comentário