Cinema/TV

Johnny Depp tem permissão para prosseguir com processo por difamação de U$50 milhões contra Amber Heard

O ator Johnny Depp acaba de conseguir permissão para prosseguir com seu processo de difamação contra sua ex-esposa Amber Heard. Ambos têm arrastado suas carreiras pela lama após alegações de violência doméstica por ambas as partes desde 2016. Dep

3 min de leitura
18 Ago 2021 - 20h00 | Atualizado em 18 Ago 2021 - 20h00

Um juiz da Virgínia permitiu que Johnny Depp continuasse com seu processo de difamação de U$ 50 milhões contra Amber Heard , depois que seu apelo para rejeitar o processo depois que Depp perdeu seu caso de difamação no Reino Unido foi negado.

Depp está processando Heard, sua ex-mulher, depois que ela escreveu um artigo de opinião em 2018 no Washington Post sobre ser uma sobrevivente de violência doméstica. Ela não citou Depp no ​​artigo, mas o acusou de violência doméstica após o divórcio de 2016.

Em novembro de 2020, Depp perdeu um processo de difamação no Reino Unido contra o editor do The Sun, um tablóide do Reino Unido que alegou que ele era um “espancador de mulheres” em um artigo de 2018. O juiz decidiu que as palavras eram "substancialmente verdadeiras".


Amber Heard e Johnny Depp. (Foto: Reprodução/Instagram)


Heard solicitou que o processo de difamação de Depp contra ela fosse arquivado após o julgamento no Reino Unido, uma vez que ambos os processos envolvem alegações de Depp como um agressor. No entanto, o tribunal da Virgínia decidiu que os dois casos e declarações eram "inerentemente diferentes".

Embora as reclamações sejam semelhantes no sentido em que ambas se relacionam com reclamações de abuso pelo requerente, as declarações defendidas no caso do Reino Unido são inerentemente diferentes das declarações publicadas pelo réu”, escreveu o Juiz Chefe Penney S. Azcarate.

Azcarate também observou as grandes diferenças entre as leis de difamação dos EUA e do Reino Unido, e sustentou que a aplicação de vereditos do Reino Unido em um tribunal dos EUA criaria um "efeito inibidor" e poderia abrir um "precedente perigoso". Em outro lugar, o juiz classificou os argumentos de Heard como "especialmente intrigantes" e "sem sentido".

As Branquelas 2: Marlon Wayans fará sequência

Quatro novos filmes de terror são anunciados pela Amazon

Henry Cavill quebra silêncio e revela porque foi rejeitado para o papel de James Bond em 007

O juiz negou o pedido de Depp para impor sanções contra os advogados de Heard por apresentarem a moção, concluindo que, embora a moção fosse “mal orientada e apenas fracamente apoiada pela lei existente”, ela não atingiu o nível de conduta sancionável.

Em sua primeira entrevista desde que perdeu o caso por difamação, Depp disse acreditar que Hollywood o está boicotando, já que seu último filme, “Minamata”, ainda não teve estreia nos Estados Unidos.

Alguns filmes tocam as pessoas e isso afeta aqueles em 'Minamata' e pessoas que vivenciam coisas semelhantes”, disse Depp. E por qualquer coisa ... pelo boicote de Hollywood contra mim? Por um homem, um ator em uma situação desagradável e complicada, nos últimos anos?”. 

 

(Foto Destaque: "Johnny Depp tem permissão para prosseguir com processo por difamação de $50 milhões contra Amber Heard". Reprodução/Instagram)

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo