Celebridades

Johnny Depp nega acusações de agressão e diz estar sendo boicotado por Hollywood

Johnny Depp afirmou que está sofrendo um boicote por Hollywood e outros executivos da indústria cinematográfica norte-americana devido as acusações de violência doméstica feitas por sua ex-esposa, a também atriz Amber Heard.

3 min de leitura
16 Ago 2021 - 21h00 | Atualizado em 16 Ago 2021 - 21h00

Em recente entrevista para o jornal britânico The Times, o ator Johnny Depp afirmou que está sofrendo um boicote por Hollywood e outros executivos da indústria cinematográfica norte-americana devido as acusações de violência doméstica feitas por sua ex-esposa, a também atriz Amber Heard. O artista fez essa declaração enquanto falava sobre a demora e a dificuldade de conseguir um estúdio e uma distribuidora para lançar seu último filme, o drama “Minamata”, nos Estados Unidos, confira o Trailer.


(Trailer do filme "Minamata", estrelado por Johnny Depp, Reprodução/YouTube)


O ator de 58 anos lembrado por seus marcantes trabalhos como Edward Mãos de Tesoura, Willy Wonka, o icônico Capitão Jack Sparrow, entre outros inúmeros personagens, se referiu ao “absurdo da matemática da mídia” e os cinco anos que se seguiram desde o término de seu casamento com Heard, em 2016. No fim do ano passado, o astro perdeu um processo contra o jornal da Inglaterra The Sun por se referir a ele como “agressor de esposa” ao noticiar seu conflito com Heard. No inicio desse mês de agosto, Depp venceu um processo que acusa Heard de não cumprir um dos acordos do divórcio. Na ocasião, havia sido estabelecido que ambos doariam para a caridade cerca de 7 milhões de dólares que sairia do acordo do divórcio.

No mês de julho, foi divulgado que os estúdios MGM suspenderam o lançamento de “Minamata” nos Estado Unidos. Andrew Levitas, diretor do filme, em entrevista ao site Deadline acusou a empresa de boicotar o filme devido aos processos envolvendo Johnny Depp.


(Johnny Depp e Minami Bages em novo filme, Minamata, Reprodução/Instagram)

(Minami Bages e Johnny Depp em "Minamata", Reprodução/Instagram)


No novo longa, Depp ira dar vida ao personagem W. Eugene Smith, um fotojornalista que está em serviço no Japão, na década de 1970, cobrindo os eventos do Desastre de Minamata, um fato real que ocorreu na ilha japonesa de Minamata. O filme foi lançado em fevereiro de 2020 no Festival Internacional de Berlim, porém não foi para as telas de cinema norte-americanas.

Alguns filmes tocam as pessoas e isso tudo afeta todos aqueles em Minamata e pessoas que viveram experiências semelhantes. E tudo isso… Para ser boicotado por Hollywood? Um único homem, um ator em uma situação complicada e desconfortável ao longo dos últimos anos?”, disse Depp quando questionado sobre as dificuldades que vem encontrando.

Ao longo da entrevista, Depp evitou tratar das acusações feitas por Heard, além de não entrar em detalhes sobre sua demissão da franquia spin-off de Harry Potter, “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, onde interpretou o vilão Gellert Grindelwald nos dois primeiros filmes da saga, o ator Mads Mikkelsen foi o escolhido para substituir Depp no papel. Johnny Depp afirmou estar seguindo em frente, que anseia logo para “esclarecer as coisas”.

https://lorena.r7.com/post/Madonna-celebra-63-anos-com-festa-intima-na-Italia

https://lorena.r7.com/post/Nicki-Minaj-e-marido-sao-processados-por-tentativa-de-estupro

https://lorena.r7.com/post/Ariana-Grande-revela-foto-inedita-de-seu-casamento-com-Dalton-Gomez-em-seu-Instagram

Mesmo com sua carreira estando em um momento instável nos Estados Unidos, foi anunciado que Depp será homenageado nas próximas edições do San Sebastian Film Festival, evento espanhol que irá ocorrer em setembro, além do festival da Republica Tcheca, Karlovy Vary International Film Festival, que acontece ainda nesse mês.

A notícia da homenagem por “contribuições ao mundo do cinema” que ocorrerá para o ator no festival espanhol, acarretou em protestos de cineastas espanholas. Cristina Andreu, presidente da Associação de Cineastas Mulheres da Espanha, em entrevista para Associated Press, lamentou a escolha dos organizadores do festival. “Não importa se você é um abusador desde que seja um bom ator”, protestou ela.

Durante os últimos anos, Johnny Depp negou várias vezes as acusações de agressão doméstica, afirmando que as agressões foram feitas por Heard após o fim do casamento, atrizes como Winona Ryder e Penelope Cruz partiram em apoio de Depp, que segue afirmando que Amber Heard é a autora das agressões, que teria mutilado parcialmente seu dedo em uma ocasião. Segundo o site americano TMZ, Heard já teria sido presa em 2009 ao agredir a ex-companheira, Tasya van Ree, o caso não foi para frente pois segundo o promotor, ambas moravam na Califórnia na ocasião, e a agressão teria ocorrido em um aeroporto em Seattle. O processo entre Depp e Heard deve ser julgado em 2022.

 

(Foto destaque: Johnny Depp em evento de divulgação, Reprodução/Getty Images)

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo