Celebridades

Nicki Minaj e marido são processados por tentativa de estupro

O processo alega que Nicki e o marido assediaram uma mulher e a rapper tentou subornar a vítima e continua tentando. Mas Jennifer não aceitou seus presentes e subornos. .

3 min de leitura
16 Ago 2021 - 12h17 | Atulizado em 16 Ago 2021 - 12h17

Nicki Minaj e o marido, Kenneth Petty, estão sendo processados por uma mulher de tentativa de estupro, ocorrida em 1994. Kenneth foi condenado pelo ato em primeiro grau, em 1995 e continua tendo seu registro de criminoso sexual na Califórnia.

Jennifer Hough, agora tem 43 anos e é a mulher que acusa o casal de intimidação de testemunhas e imposição intencional e negligente de sofrimento emocional, bem como assédio, agressão e ambos também em cunho sexual.

O processo foi aberto no dia 13 de agosto, em Nova York, e obtido pelo E! News. A vítima diz que anos após a tentativa de estupro, a cantora usou "sua plataforma de celebridade" para "espancar" Hough.

A vítima alega que Minaj disse a uma estação de rádio, em 2019, que Petty foi "acusado injustamente". De acordo com o processo civil, a estrela postou publicamente, em 2018, para defender o marido, dizendo que ele e Hough haviam tido um relacionamento.

Jennifer por sua vez, diz que "nunca" esteve em um relacionamento com Petty e "simplesmente o conhecia da vizinhança".

O processo da vítima declara que Petty violou seu acordo judicial de 1994 quando ele supostamente a "ameaçou" direta e indiretamente enquanto dizia a ela "para não falar abertamente" sobre a acusação de estupro.

Ela alega que ele também contatou sua família para convencê-la a não falar. Hough também acusa Nicki de intimidá-la, ameaçá-la e assediá-la para "retratar sua alegação legítima de que o réu Petty a estuprou". Jennifer conta que nunca conheceu a rapper pessoalmente.


                       

                       Nicki Minaj e Kenneth Petty são casados desde 2019(Foto:reprodução/instagram).


Hough alega que Minaj ligou para ela em março de 2020 para se oferecer a levá-la de avião para Los Angeles ou enviar seu agente para se encontrar com a vítima "para redigir uma declaração retratando a acusação de estupro". Jennifer conta que negou todas as ofertas e disse a Minaj: "Preciso que você saiba, de mulher pra mulher, que isso realmente aconteceu".

De acordo com o documento legal, o irmão de Hough ligou alguns dias depois para dizer que duas pessoas estenderam a mão para um membro da família, oferecendo 500 mil dólares de Minaj se a vítima escrevesse uma carta retratando sua alegação de estupro, porém mais uma vez, Jennifer se negou a aceitar.

Além disso, Hough alega que a indicada 10 vez ao Grammy tentou "suborná-la" com 20 mil dólares e se ofereceu para enviar "vídeos de feliz aniversário para a filha(de Hough) por seus doces 16 anos com um bônus".

https://lorena.r7.com/post/Apos-morte-do-pai-Yudi-Tamashiro-muda-seus-planos-com-relacao-a-igreja

https://lorena.r7.com/post/Morre-aos-77-anos-Carlos-Alberto-de-Oliveira-Andrade-fundador-da-Caoa

https://lorena.r7.com/post/Samantha-Schmuetz-rejeita-Masked-Singer-apos-briga-no-Show-dos-Famosos

"Como resultado direto das ações da réu Minaj e do réu Petty, (Hough) ficou traumatizada por toda a vida", informa o processo. "O requerente mudou-se para vários estados a fim de evitar intimidações e assédio pela réu Nicki Minaj e seus aliados, equipe jurídica e fãs."

Hough alegou que Petty a segurou com uma faca no pescoço quando eles eram adolescentes no Queens. Ele a levou para uma casa próxima e a "estuprou violentamente", segundo o processo. Petty foi preso logo depois do ocorrido.

Hough contou que se tornou paranóica após receber ligações não solicitadas, preocupada com a possibilidade de mais ameaças em sua casa.

Anteriormente, Petty se confessou culpado de um caso de homicídio culposo em primeiro grau. No ano passado, ele foi indicado por um grande júri por não se registrar como criminoso sexual quando se mudou de Nova York para Los Angles.

Ele se declarou inocente e foi libertado sob fiança de 100 mil dólares.

 

Foto Destaque: Nicki Minaj e Marido são processados por estupro(reprodução/Getty imagens).

 

 

Deixe um comentário