Esportes

Isaquias Queiroz conquista ouro e garante premiação generosa

Na canoagem de velocidade, Isaquias Queiroz confirma o favoritismo e conquista a medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio 2020. Além da medalha, o brasileiro irá ganhar uma premiação bônus.

3 min de leitura
07 Ago 2021 - 12h54 | Atulizado em 07 Ago 2021 - 12h54

Na canoagem de velocidade, Isaquias Queiroz não deu espaço para zebra no C1 1.000m. Confirmando seu favoritismo, ele mostrou o porquê de ser considerado o melhor de sua modalidade e conquistou a medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio 2020, nesta sexta-feira (6). Essa era a conquista que faltava no vitorioso currículo do atleta que tem tudo para se tornar o brasileiro com mais medalhas nas próximas Olimpíadas, em Paris, 2024.


Isaquias Queiroz celebra o primeiro lugar do pódio na Olimpíada de Tóquio Foto: PHILIP FONG / AFP

Isaquias Queiroz celebra o primeiro lugar do pódio na Olimpíada de Tóquio - Philip Fong / AFP


Isaquias conquistou a medalha de ouro com o tempo 4:04.408. A medalha de prata ficou com o chinês Hao Liu com 4:05.724. A medalha de bronze  sobrou para o moldavo Serghei Tarnovschi, com 4:06.069.

 

https://lorena.r7.com/post/Medalhista-de-prata-desafiou-proibicao-do-Comite-Olimpico-Internacional

https://lorena.r7.com/post/Bomba-Lionel-Messi-nao-e-mais-jogador-do-Barcelona

https://lorena.r7.com/post/Tandara-do-volei-feminino-esta-fora-das-Olimpiadas-por-suspeita-de-doping

 

Durante a prova, o brasileiro ficou na quarta posição nos primeiros metros, mas logo após já saltou para a terceira posição nos 250m iniciais. Na segunda partel, Isaquias assumiu a segunda colocação, se firmando na prova. A partir da metade da prova, o brasileiro disparou e virou líder nos 750m. A vantagem só aumentou, garantindo o ouro mais que merecido. 


Isaquias Queiroz é ouro no C1 1000m  - André Durão/ge

Isaquias Queiroz é ouro no C1 1000m - André Durão/ge


Após ficar na quarta colocação no C2 1000m e, sendo assim, perdendo a chance de conseguir duas medalhas nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Isaquias entrou na água com uma motivação a mais. Queria provar que era o melhor do mundo na canoagem e que não voltaria para o Brasil sem uma medalha.

 

Além da conquista do ouro olímpico, as conquistas não acabaram para Isaquias. O baiano de 27 anos vai receber uma premiação bônus generosa pela vitória e também férias estendidas para se recuperar. Melhor falando, para se preparar para os Jogos de Paris, em 2024.

 

O brasileiro vai ganhar R$80 mil da CBCa (Confederação Brasileira de Canoagem). Também vai ganhar R$ 250 mil do COB (Comitê Olímpico do Brasil). Em 2016, depois de conquistar duas pratas e um bronze na Rio 2016, Isaquias recebeu R$ 132 mil. As boas notícias não acabam por aí. O canoísta e Pinda, seu treinador, haviam combinado que, caso a medalha de ouro viesse, ele teria direito a férias bem prolongadas, até janeiro de 2021.

 

“Eu fiz um acordo com ele que ganhando aqui eu só queria vê-lo em janeiro treinando. Ele vai ficar com a família, com o povo dele na Bahia. Logicamente que em um momento vamos retomar o tema e iniciar o treinamento em janeiro”, afirmou Pinda, que também ganhou uma premiação de R$40mil.

 

Isaquias quer aproveitar as férias para se casar com Laina, com quem tem um filho (Sebastian), viajar para o México e rever os familiares na Bahia. Ele só não tem tanta certeza de que o treinador vai ser bondoso desse jeito. “Olha que eu vou cobrar, hein? Porque acho que eles vão é me ligar antes e mandar eu voltar”, disse o canoísta.

(Foto destaque: Isaquias Queiroz conquista ouro e garante premiação generosa de R$330mil - André Durão/GE)

Deixe um comentário