Cinema/TV

‘House of Gucci’, filme de Ridley Scott ganha seu primeiro trailer oficial e cartazes do elenco

Foi divulgado o trailer oficial e os cartazes individuais de House of Gucci, filme dirigido por Ridley Scott e estrelado por Lady Gaga e Adam Driver.

3 min de leitura
30 Jul 2021 - 22h00 | Atulizado em 30 Jul 2021 - 22h00

Está vindo aí! Durante a última quinta-feira (29), foi divulgado o primeiro trailer oficial do filme “House of Gucci”, dirigido por Ridley Scott, que tem Lady Gaga e Adam Driver. Além dos protagonistas, o elenco conta com os nomes de peso de Jared Leto, Jeremy Irons e Al Pacino. Junto ao trailer, também foram divulgadas novas fotos do longa e cartazes individuais dos atores já caracterizados.


 

Cartaz de Lady Gaga como Patrizia Reggiani (Divulgação/Twitter/House of Gucci)


Cartaz de Adam Driver como Maurizio Gucci (Divulgação/Twitter/House of Gucci)


Cartaz de Jared Leto como Paolo Gucci (Divulgação/Twitter/House of Gucci)


Cartaz de Al Pacino como Aldo Gucci (Divulgaçãp/Twitter/House of Gucci)


Cartaz de Jeremy Irons como Rodolfo Gucci (Divulgação/Twiiter/House of Gucci)


O longa-metragem é baseado no livro “The House of Gucci”, da autora Sara Gay Forden. A trama ilustra a história de Patrizia Reggiani, que será interpretada por Gaga, que foi julgada e condenada como a cabeça por trás do assassinato de seu ex-marido, Maurizio Gucci, papel de Adam, líder de uma das marcas mais famosas do mundo, a Gucci. Em “House of Gucci”, veremos amor, status, glamour, traição, vingança, morte e o peso de um nome emaranhados em três décadas de história.

Maurizio, presidente da Gucci entre os anos de 1983 a 1993 foi executado por um homem que disparou três tiros, dois em suas costas e um em sua têmpora, enquanto chegava em seu escritório em Milão. A ousadia do crime ganhou as manchetes de todo o mundo e ocorreu quando ele e Reggiani já estavam separados, após 15 anos de casamento.


 

Assista ao trailer legendado de "House of Gucci" (Reprodução/YouTube)


Investigadores concluíram que Patrizia e Maurizio tinham suas diferenças mas não encontraram indícios de envolvimento da mulher, que ficou conhecida como “viúva negra”, no esquema do assassinato. Reggiani manteve a narrativa de que era inocente, e só foi considerada culpada e presa em 1997, junto à outras quatro pessoas, incluindo o atirador, Benedetto Ceraulo, que foi sentenciado à prisão perpétua. A então mandante pegou pena de 26 anos, Orazio Cicala, o motorista da fuga foi condenado a 29 anos, o intermediário das negociações em torno do crime, Ivano Savioli a 26 anos e Pina Auriemma, amiga e conselheira espiritual de Patrizia foi condenada a 25 anos de prisão.

De acordo com a acusação, a ex-mulher de Maurizio Gucci haveria pagado cerca de U$300 mil pela execução. Ela possuía a guarda legal das duas filhas do casal (Alessandra e Alexia), não concordava com a pensão recebida por elas e tinha receio de Maurizio destruir o patrimônio que também era das duas herdeiras. O empresário havia recebido U$120 milhões pelo seu afastamento da direção da Gucci, o que teria despertado uma ganância em Patrizia.


Viúva Negra: Scarlett Johansson processa a Disney por lançamento do filme

Dev Patel fala sobre carreira e inseguranças causadas por 'Skins' e 'O Último Mestre do Ar'

Regé-Jean Page, de Bridgerton, estreia em Hollywood em remake de O Santo


A trama obscura e cheia de mistérios e ganâncias tem data prevista para o lançamento em 24 de novembro, um mês depois da estreia de outro filme de Scott "O Último Duelo", também estreado por Driver, e é mais uma maneira de Lady Gaga, ganhadora de Oscar, mostrar seu talento como atriz. Reggiani mostrou-se honrada por ser interpretada pela cantora, e até se colocou à disposição para contar sua versão da história, mas a equipe negou o contato.

(Foto destaque: Adam Driver e Lady Gaga como Maurizio Gucci e Patrizia Reggiani. Reprodução/Twitter)

Deixe um comentário