Gusttavo Lima é acusado de plágio por compositores e pode ter que pagar indenização milionária

Publicado 19 de Feb de 2021 às 09:00

Gusttavo Lima está sendo acusado pelo compositor André Luiz Gonçalves da Silva por plágio e enfrenta ação milionária na justiça. A composição em jogo é “Fora do Comum”, onde o sertanejo se coloca como co-compositor  e André Luiz alega ter sido o único a escrever a música. O processo vem desde 2016 e a indenização gerava em torno de R$ 26 milhões, mas agora o compositor entrou com uma nova ação, alegando fraude por créditos.


                                   

                    Gusttavo Lima é acusado de alterar créditos em composições. Foto Reprodução Gusttavo / Instagram


A voz de “Café e amor” também é acusado de roubar a banda de Eduardo Costa, através do podcast Alma Sertaneja, onde conta toda a polêmica. Não é a primeira vez que isso acontece, Gusttavo já foi acusado de fraudar a música "Saudade Sua", que foi lançada com o nome de mais três pessoas, quando o compositor Fábio de Oliveira, ainda avaliava a proposta de compra da equipe do sertanejo. O advogado de Fábio pede o valor superior de R$ 25 mil por dan os morais e outros valores que somam R$ 80 milhões. 


https://lorena.r7.com/post/Joaquin-Phoenix-vai-estrelar-novo-filme-de-Ari-Aster

https://lorena.r7.com/post/preview/Batman-com-Robert-Pattinson-e-adiado-pela-terceira-vez 

https://lorena.r7.com/post/Bruna-Marquezine-um-icone-da-moda


Fábia Oliveira, do Jornal O Dia, conversou com Fábio, que fez diversas afirmações contra o Embaixador. 

"Eu fiz uma música, entreguei para o Gusttavo Lima e ele tem uma equipe de compositores de muita estratégia, que acabaram catando a canção e manipulando. Isso foi em 2018. Ele não falou nada e eu acabei esquecendo da história. Um tempo depois, ele mesmo me ligou perguntando se eu queria vender a música, me ofereceu primeiro R$ 100 mil e eu disse para ele esperar um pouco porque eu tinha oferecido para outras pessoas, ele me ofereceu R$ 200 mil mas pedi só mais um tempinho. No dia 14 de maio de 2020, ele lançou a música. Fez o plágio e registrou no nome do irmão dele, o Luciano, e de mais três pessoas", revela.

O processo ocorre em segredo de justiça assessoria afirma que irá se pronunciar se o cantor for realmente citado na ação. 

Foto destaque: Reprodução Instagram / Divulgação equipe

Deixe um comentário